Não deixemos sós os sacerdotes, pede o Papa

Os sacerdotes precisam de ajuda na sua missão e de apoio em situações de solidão. O alerta é do Papa, que este mês pede a todos os cristãos orações 'para que os sacerdotes que vivem o seu trabalho pastoral com dificuldade e na solidão se sintam ajudados e confortados pela amizade com o Senhor e com os irmãos'.

Francisco quer que os sacerdotes de todo o mundo se sintam acompanhados e apoiados nas suas tarefas e, por isso, na edição de julho de “O Vídeo do Papa”, chama a atenção para a diversidade de atividades que realizam e o cansaço que muitas delas podem provocar.

“Rezemos juntos para que os sacerdotes que vivem cansados e sozinhos o trabalho pastoral se sintam ajudados e confortados pela amizade com o Senhor e com os irmãos”, pede o Santo Padre, acrescentando que é bom que, nesses momentos, os sacerdotes saibam que as comunidades se preocupam com eles, precisam deles e confiam neles.

“O cansaço dos sacerdotes...? Sabem quantas vezes penso nisso?”, diz o Papa, na mensagem de vídeo, lembrando que, perante uma desilusão, os sacerdotes não podem ficar parados, dadas as solicitações que têm em várias frentes de missão.

No contexto da intenção do Santo Padre para este mês, a Rede Mundial de Oração do Papa - Portugal promove, de 6 a 13 de julho, a campanha “Reze pelos Sacerdotes”, que pretende não só sensibilizar os cristãos para a importância de rezar pelos sacerdotes como também promover entre os fiéis leigos a atitude de disponibilidade e colaboração com os sacerdotes na edificação da Igreja e no anúncio do Evangelho.