Papa quer mais apoio e proteção para as famílias

O Papa pede às empresas e organismos públicos que contribuam para o crescimento das famílias e as protejam de alguns perigos da vida moderna. Na edição de agosto de “O Vídeo do Papa”, Francisco chama também a atenção para a necessidade de se promover uma adequada política familiar em todas as sociedades.

“Ao falar de famílias, muitas vezes vem-me à cabeça a imagem de um tesouro”, refere o Papa, realçando que “não é suficiente falar da sua importância: é necessário promover medidas concretas e fortalecer o seu papel na sociedade através de uma boa política familiar.”

Na mensagem de vídeo, o Santo Padre aponta alguns desafios que as famílias enfrentam atualmente e adverte para a necessidade de as proteger.

“Peçamos para que as grandes opções económicas e políticas protejam a família como um tesouro da humanidade”, sustenta o Papa, notando que “o ritmo da vida atual, o stress, a pressão do trabalho e também a pouca atenção das instituições podem pôr as famílias em perigo”.

Em 2014, por iniciativa do Papa Francisco, a Igreja Católica realizou um sínodo extraordinário dedicado ao tema da família. Entre as principais conclusões a que chegaram os bispos e cardeais, destacam-se a necessidade de melhorar a preparação para o matrimónio e a implicação dos pais na educação sexual dos filhos.

O diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa e do Movimento Eucarístico Juvenil, P. Frédéric Fornos, sj realça que as relações familiares são muito importantes, “quando as famílias se dividem e se destroem, é toda a sociedade que se perde”. Por isso, “todo o apoio que se der às famílias reverte-se em apoio ao nosso futuro”.

O P. Frédéric Fornos, sj propõe que, neste mês, em que rezamos pela proteção das famílias, reservemos também algum tempo para aprofundar a espiritualidade familiar, como o Papa propõe na exortação apostólica “A Alegria do Amor”.