Passo-a-Rezar assinala Semana de Oração pelas Vocações

Entre os dias 5 e 12 as propostas de oração do Passo-a-Rezar convidam-te a rezares de forma especial pelas vocações. Deste modo, estás em sintonia com a Semana de Oração pelas Vocações, que acontece entre o III Domingo da Páscoa (este ano, a 5 de maio) e o IV Domingo da Páscoa, também conhecido como Domingo do Bom Pastor (este ano, a 12 de maio). Esta Semana tem como tema A coragem de arriscar pela promessa de Deus, um tema baseado na Mensagem do Papa Francisco para o 56.º Dia Mundial de Oração pelas Vocações.

Os textos destes dias, da autoria de Elias Couto, convidam-te a perceber que és filho de Deus – a tua primeira vocação – e a perceberes a tua vocação à santidade, que se realiza vivendo em Deus a tua vida de todos os dias.

Além disso, ajudam-te a rezar de forma particular por todos os que se sentem chamados à vocação sacerdotal ou na vida religiosa e para que o Senhor envie trabalhadores para a sua messe, para que a missão da Igreja seja abençoada com novas vocações.

As propostas de oração integram um conjunto de materiais preparados para esta Semana pelo Departamento Arquidiocesano para a Pastoral Vocacional de Braga, materiais esses que são propostos pela Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios.

Além do hino e respetivo videoclipe e da “proposta de um momento cultural, que ultrapassam largamente as fronteiras do estritamente religioso”, propõe-se “um vasto leque de subsídios que convidam à oração, em diferentes contextos e dedicados a várias faixas etárias”, nomeadamente a Oração da Semana, a Vigília de Oração, a Lectio Divina, os Mistérios do Terço e as Orações do Passo-a-Rezar, lê-se no guião da Semana de Oração pelas Vocações 2019.

Na Mensagem para o 56.º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Papa Francisco afirma que “a vocação é um convite a não ficar parado na praia com as redes na mão, mas seguir Jesus pelo caminho que Ele pensou para nós, para a nossa felicidade e para o bem daqueles que nos rodeiam”.

Francisco fala na “necessidade dum renovado esforço por parte de toda a Igreja – sacerdotes, religiosos, animadores pastorais, educadores – para que se proporcionem, sobretudo aos jovens, ocasiões de escuta e discernimento. Há necessidade duma pastoral juvenil e vocacional que ajude a descobrir o projeto de Deus, especialmente através da oração, meditação da Palavra de Deus, adoração eucarística e direção espiritual”.