O Apostolado da Oração (AO) é a Rede Mundial de Oração do Papa ao serviço dos desafios da humanidade e da missão da Igreja. Tem como propósito ajudar a rezar e a viver os desafios da humanidade que preocupam o Papa (intenções), inseridos na sua rede de oração. Para quem vive o AO, estas intenções são as chaves mestras para a oração e para a missão de cada mês.

A participação nesta Rede Mundial de Oração é aberta a qualquer cristão, independentemente da sua pertença a espiritualidades ou grupos específicos dentro da Igreja. O AO convida todos os cristãos a serem, antes de mais, amigos de Jesus e apóstolos na vida diária, por meio de uma prática espiritual muito simples mas ao mesmo tempo profunda, e que transforma o próprio modo de estar ao serviço da missão de Cristo.

O que faz e o que distingue um membro desta Rede? 

  • Participa na Rede Mundial de Oração do Papa, rezando diariamente pelas suas intenções, em especial na Jornada Mundial de Oração pelas intenções do Papa (primeira sexta-feira do mês).

 

  • Vive diariamente os três momentos de oração (de manhã, durante o dia e à noite), para se colocar junto a Jesus ressuscitado e oferecer-Lhe a sua vida em disponibilidade apostólica.
  • Compromete a sua vida em oração e serviço, em resposta aos desafios para a humanidade e para a missão da Igreja presentes nas intenções mensais do Papa.

Para cumprir esta sua missão, o Apostolado da Oração desenvolve e promove iniciativas que têm como missão dar instrumentos para a oração pessoal e intimidade com Deus – através das suas publicações e sites na internet, como o Passo-a-rezar, o Click To Pray, ou a iniciativa da Rede Mundial de Oração do Papa, o Vídeo do Papa.

 

Para conhecer e experimentar esta proposta, visita a página oficial do Apostolado da Oração em Portugal: www.apostoladodaoracao.pt

 

 

Notícias
Papa apela ao serviço aos pobres

“Não amemos com palavras, mas com obras”. É desta forma que o Papa Francisco define a relação que os cristãos devem ter com o serviço aos mais pobres. Na mensagem para o primeiro Dia Mundial dos Pobres, que se comemora a 19 de novembro, o Papa Francisco chama a atenção para a necessidade de “contrapor as palavras vazias, que frequentemente se encontram na nossa boca, às obras concretas, as únicas capazes de medir verdadeiramente o que valemos”.

Publicações Jesuítas na Feira do Livro de Lisboa

Já abriu a Feira do Livro de Lisboa! As Publicações Jesuítas  ocupam o stand B07, num dos pontos mais centrais do Parque Eduardo VII (na ala esquerda quem sobe o Marquês de Pombal).