Sexta-feira da quinta semana do tempo pascal

Sexta-feira da quinta semana do tempo pascal

Uma semana chega ao fim. Agradece ao Senhor os dias que te foram concedidos e tudo quanto pudeste realizar. Talvez também queiras pedir-Lhe perdão por aquilo que devias ter feito e deixaste por fazer ou pelas coisas que fizeste e não devias ter feito ou disseste e devias ter calado. Se assim for, deixa isso para outro momento do teu dia. Por agora, diz ao Senhor: “Eis-me aqui, meu Deus, com o bem que fiz e o mal que desejava não ter feito”... E começa assim a tua oração.

Quinta-feira da quinta semana do tempo pascal

Quinta-feira da quinta semana do tempo pascal

Escolheste a hora e o local e vais dar início à tua oração. Toma consciência de como Deus age contigo, respeitando a tua liberdade, o teu ritmo, as tuas possibilidades. É quase impensável, mas é assim: o Deus todo-poderoso não Se impõe, simplesmente fica disponível, esperando por ti. Agora é a tua vez de ficar disponível para acolher este Deus que te ama infinitamente. Diz-lhe: “Aqui estou, Senhor”... e começa assim a tua oração.

Terça-feira da quinta semana do tempo pascal

Terça-feira da quinta semana do tempo pascal

Na Bíblia, sobretudo nos Salmos, a oração aparece muito marcada pelo louvor de Deus. Imagina um povo pouco numeroso, sujeito à opressão de inimigos poderosos... e mesmo assim a sua oração tem a marca do louvor! Hoje é um pouco a mesma coisa: há dificuldades, pecados, perseguições... e, apesar disso, é necessário manter viva a oração de louvor: “Graças vos deem, Senhor, todas as criaturas, e bendigam-vos os vossos fiéis”. Repete estas palavras ou outras semelhantes... e começa assim a tua oração.

Segunda-feira da quinta semana do tempo pascal

Segunda-feira da quinta semana do tempo pascal

“Bendito seja o Senhor, que fez o céu e a terra”. Imagina-te a repetir estas palavras, uma e outra vez, até elas deixarem de ser apenas palavras e se confundirem com a tua respiração. Imagina que as repetes até te convenceres da sua verdade mais profunda: tudo é obra de Deus, ou seja, tudo é obra do Amor. Imagina o que esta certeza mudaria na tua vida. Diz ao Senhor o quanto desejas acreditar nesta verdade... e começa assim a tua oração.

Quinto domingo da Páscoa.

Quinto domingo da Páscoa.

Cada dia, a oração é uma aventura. Nunca sabes de antemão o que vai acontecer. Podes não sentir nada, não dizer nada. Podes sentir que o Senhor não te escuta, sobretudo quando mais precisas d’Ele e mais esperas o seu auxílio. Podes sentir uma alegria intensa que te leva às lágrimas ou uma secura interior que quase não te deixa respirar... Na oração, só tens uma certeza: Deus está à tua espera e o seu desejo é ficar contigo. Agradece esta generosidade do Senhor... E começa assim a tua oração.

Sexta-feira da quarta semana do tempo pascal

Sexta-feira da quarta semana do tempo pascal

Começa a tua oração dando lugar a sentimentos de alegria por te encontrares com o Senhor. Fala-lhe do teu desejo de estar com Ele, de O conhecer melhor, de O amar mais. Fala-lhe dos teus irmãos, daqueles que te preocupam mais, daqueles que trazes mais dentro do teu coração. Com a alegria de quem encontra um amigo muito querido deixa que o Senhor seja o teu companheiro de viagem nestes minutos de oração.

Quinta-feira da quarta semana do tempo pascal

Quinta-feira da quarta semana do tempo pascal

Deus, pela boca do salmista, diz: «A bondade está estabelecida para sempre». Perante o poder do mal que podes testemunhar todos os dias, em ti e no mundo, torna-se difícil acreditar nesta palavra, a não ser como um desejo. Mas não se trata de um desejo, trata-se de uma verdade, pois a palavra de Deus é irrevogável. Agradece ao Senhor a bondade que Ele derrama na tua vida e na vida dos teus... e começa assim a tua oração.

Quarta-feira da quarta semana do tempo pascal

Quarta-feira da quarta semana do tempo pascal

Há quem faça da oração uma ideia triste, tomando-a por coisa enfadonha, capaz de aborrecer qualquer um. Não deixes que seja assim contigo. Se estás com o teu Senhor, Aquele que dá sentido à tua vida, não tens razão para estar triste. E mesmo que as circunstâncias sejam difíceis, para lá delas fica sempre a alegria de teres Deus na tua vida. Procura fazer destes minutos um tempo de alegria interior... e com este desejo começa a tua oração.

Terça-feira, festa litúrgica do apóstolo São Matias

Terça-feira, festa litúrgica do apóstolo São Matias

O livro dos Atos dos Apóstolos diz-nos que Matias foi escolhido para ocupar o lugar de Judas e completar o grupo dos doze Apóstolos do Senhor. Diz-nos também que fora discípulo de Jesus desde a primeira hora. Recordar estes nomes é recordar os primeiros anos da Igreja e de uma história que continua a escrever-se na história da humanidade. Dá graças ao Senhor por todas as gerações que te precederam na fé... e em ação de graças começa a tua oração.

Segunda-feira, festa litúrgica de Nossa Senhora de Fátima

Segunda-feira, festa litúrgica de Nossa Senhora de Fátima

Para milhares de portugueses, hoje é dia de concluir a sua peregrinação a Fátima. Aí encontram refúgio nas suas angústias, consolação nos seus males, força para recomeçar. Procura sentir-te em união com estes teus irmãos. Dá lugar, no teu coração, a um sentimento de confiança na Mãe de Jesus e de gratidão pelo poder da sua intercessão junto de Deus. Com os teus irmãos, peregrinos como tu, mesmo se em locais diferentes, invocação a intercessão de Maria para as suas e tuas necessidades... E começa assim a tua oração.

Quarto domingo da Páscoa

Quarto domingo da Páscoa

Neste quarto domingo da Páscoa, também conhecido como domingo do Bom Pastor, a Igreja assinala o último dia da semana de oração pelas vocações. Foi uma semana em que a Igreja rezou, de modo especial, pelas vocações consagradas na vida sacerdotal ou religiosa. Entre nós, são cada vez menos aqueles e aquelas que experimentam este chamamento e lhe respondem positivamente. Qual será a razão? Pede ao Senhor que envie trabalhadores para servir a sua Igreja. E pede-Lhe a graça de viveres a tua vocação com alegria.