NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BATISTA

NASCIMENTO DE SÃO JOÃO BATISTA

Diz-nos o Evangelho de São João, 
referindo-se a João Batista,
que foi um homem enviado por Deus
para dar testemunho da luz.
Talvez este seja o núcleo mais vital da vocação cristã:
o de testemunhar a presença e a fragilidade da luz de Deus
no seio de uma história humana plena de escuridões,
de barulhos e de brilhos artificiais.
Hoje é Domingo, o primeiro dia da semana:
que a tua vida seja sempre um testemunho da Páscoa do Senhor,
alimentado pela oração e pela celebração da comunidade.

Quarta-feira da décima primeira semana do Tempo Comum

Quarta-feira da décima primeira semana do Tempo Comum

Hoje, começa a tua oração escutando este poema de José Tolentino Mendonça:
«Todos os dias abrimos os olhos, mas não o suficiente
Vemos descontentes a imperfeição e a pedra
Olhamos com desgosto – em nós e nos outros –
o avesso e a costura
e não nos damos conta
que poder observar com amor o avesso
se torna preciosa aprendizagem de caminho (...)
Pois aquilo, precisamente aquilo
que hoje identificares como pedra
Deus vem ensinar-te
a transformar em estrela».

XI Domingo do Tempo Comum

XI Domingo do Tempo Comum

À imagem da semente lançada à terra,
a oração vive da paciência, da confiança e da esperança.
Não deixes de permanecer nesta atitude:
e a arte da oração será capaz de tornar a tua vida
num espaço de abrigo para todos os que te visitarem.
Hoje é domingo, o primeiro dia da semana:
que as sementes da oração e da celebração, lançadas hoje à terra,
não deixem de germinar no correr dos teus dias.

Quarta-feira da décima semana do Tempo Comum

Quarta-feira da décima semana do Tempo Comum

Hoje, começa a tua oração
com o eco destas palavras
de um sermão de Santo António:
«Quem está cheio do Espírito Santo fala várias línguas.
As várias línguas são os vários testemunhos sobre Cristo,
como a humildade, a pobreza, a paciência e a obediência;
falamos as línguas
quando mostramos estas virtudes na nossa vida.
A linguagem é viva, quando falam as obras.
Cessem, portanto, as palavras e falem as obras».

Segunda-feira da décima semana do Tempo Comum

Segunda-feira da décima semana do Tempo Comum

A história de São Barnabé é-nos apresentada
no livro dos Atos dos Apóstolos,
onde Barnabé surge como companheiro de Paulo
na evangelização da zona oriental do Mediterrâneo.
Aí, na ilha de Chipre, terá morrido como mártir,
de acordo com a tradição da Igreja.
Hoje, começa a tua oração
acolhendo os apelos que o Espírito de Jesus, sem cessar,
faz ecoar no teu coração,
convidando-te ao testemunho, ao serviço, ao dom da tua vida.

Décimo Domingo do Tempo Comum

Décimo Domingo do Tempo Comum

É a fé que nos leva a falar, é a fé que abre os nossos lábios para o louvor e os nossos passos para o caminhar. É a fé que nos dá a força e a fragilidade da confiança perante as aflições dos momentos e dos contextos. Hoje é domingo, o primeiro dia da semana: que neste dia e nesta semana se multipliquem, para ti, os motivos de louvor e de gratidão, de confiança e de paz.

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

Solenidade do Sagrado Coração de Jesus

O divino não cessa de surgir, 
nos nossos pensamentos e temores,
com um rosto violento e mecânico, 
rival da nossa humanidade, 
da nossa carne e da nossa felicidade.
Foi no contexto dos séculos dezassete e dezoito
que em Igreja se estabeleceu a celebração do Coração do Jesus:
um tornar presente, aos nossos olhos e ouvidos,
o rosto amoroso e misericordioso do Pai
que se revela no Filho Amado, no dom da sua vida.
Que o Sagrado Coração seja para ti
uma fonte de compaixão e caridade,
na tua oração e na tua vida.

Terça-feira, memória litúrgica de São Bonifácio

Terça-feira, memória litúrgica de São Bonifácio

Hoje, 
a Igreja celebra a memória de São Bonifácio:
de origem inglesa, 
dedicou-se no século oitavo à evangelização dos povos germânicos.
Viajamos assim à longa e riquíssima tradição cristã,
que se expressa na missão da evangelização
em contextos de perturbações políticas e sociais.
Acolhe, na tua oração, 
a ousadia e a força do Espírito
que te conduz ao testemunho da tua fé,
nos gestos, nas palavras e na esperança.

Nono Domingo do Tempo Comum

Nono Domingo do Tempo Comum

O livro do Génesis apresenta-nos um projeto, 
o sonho de uma Criação a caminho da plenitude,
do sétimo dia do descanso divino.
E o sábado apresenta-se, na história de Israel,
como um tempo de respiro e de liberdade
no seio das tarefas e dificuldades do quotidiano.
Hoje é domingo, o primeiro dia da semana:
que este dia seja para ti, no contexto da nova Aliança,
o sinal da liberdade e da vida em plenitude.