Quinta-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

Quinta-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

O sofrimento dos cristãos perseguidos por causa de Jesus nunca deve andar longe das tuas preocupações e da tua oração: eles são os que vão mais adiante no caminho, seguindo o Mestre nos seus sofrimentos e na sua paixão.
Em união com os voluntários da Ajuda à Igreja que Sofre e com aqueles cristãos que estes voluntários ajudam pede ao Senhor a graça da fidelidade ao Evangelho... e começa assim a tua oração.

Quarta-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

Quarta-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

A memória litúrgica da Apresentação de Nossa Senhora,
que a Igreja celebra hoje,
pode ajudar-te a começares a tua oração:
pobre como ela, a serva do Senhor;
livre como ela, disponível para o que o Senhor lhe pede;
com o coração repleto de alegria como ela,
que canta as maravilhas de Deus na sua vida.
Pobre, livre, alegre...
Com o desejo de te apresentares assim diante de Deus, dá início à tua oração.

Terça-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

Terça-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

É difícil rezar quando tudo te corre bem.
Nessas ocasiões,
é fácil deixar Deus a um canto,
um canto pequenino e sem importância.
Mas, se prestares atenção,
é nessas ocasiões que se torna mais evidente a tua pobreza
pois as tuas vitórias passam depressa...
e se vives delas e para elas, fica apenas o vazio.
Hoje, procura prestar atenção aos sinais que te mostram
quanto precisas de Deus...
e começa assim a tua oração.

Segunda-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

Segunda-feira da trigésima terceira semana do Tempo Comum

Devagar,
sem a preocupação de chegares depressa,
procura o teu santuário interior,
aquela parte de ti que não revelas a ninguém.
É aí que Deus quer encontrar-Se contigo.
Procura ficar disponível para o encontro com Ele.
Não estranhes se experimentares apenas o silêncio interior.
Deixa-te ficar...
porque o Senhor apenas precisa da tua disponibilidade.
Disponível para o que Deus quiser, dá início à tua oração...

DOMINGO XXXIII DO TEMPO COMUM

DOMINGO XXXIII DO TEMPO COMUM

Hoje, a Igreja assinala o Dia Mundial das Pobres. É uma iniciativa do Papa Francisco, destinada a trazer os pobres para o centro da vida da Igreja. Diz o Papa:

Os pobres evangelizam-nos, ajudando-nos a descobrir cada dia a beleza do Evangelho. Não deixemos cair em saco roto esta oportunidade de graça. Neste dia, sintamo-nos todos devedores para com eles, a fim de que, estendendo reciprocamente as mãos uns para os outros, se realize o encontro salvífico que sustenta a fé, torna concreta a caridade e habilita a esperança a prosseguir segura no caminho rumo ao Senhor que vem”.

Disponível para esta partilha de dons com aqueles que talvez julgasses nada terem para te dar, dá início à tua oração.

Sexta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Sexta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Começa a tua oração
procurando deixar-te tocar pela presença de Deus.
Não é fácil
e, por isso, não estranhes se não sentires nada,
a não ser os teus pensamentos.
Sobretudo, não te deixes vencer pela ideia de um Deus longínquo.
Não é por não sentires Deus que Ele está longe de ti.
Esta ausência aparente acaba por ser a melhor defesa contra a ilusão.
Por isso, segue a recomendação de Jesus, no Evangelho:
“Não temas. Acredita, que isso basta”.

Quinta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Quinta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

A oração pode ser o serviço de urgência de uma vida sem sentido
e pode ser o sofá confortável de uma vida tranquila,
nos caminhos de Deus.
Com frequência, é as duas coisas:
serviço de urgência e sofá, tudo ao mesmo tempo, tudo misturado...
porque a vida é esta alternância
entre um coração que grita desesperado
e repousa tranquilo no coração de Deus.
Não estranhes se te sentires assim.
Confia no Senhor... e começa a tua oração.

Quarta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Quarta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Deixa que a oração seja o aquecedor,
a lareira que dá calor ao teu interior enregelado pela frieza do quotidiano.
Deixa que a oração te liberte
dos rigores de um coração frio, insensível aos outros e a Deus.
Deixa-te tocar pela ternura de Deus,
que uma vezes é fogo ardente,
queimando todos os teus medos e pecados,
outras vezes é chama suave,
aquecendo lentamente, ternamente o teu interior
onde se instalou o frio do Outono.
Deixa-te tocar pelo calor de Deus... e começa assim a tua oração.

Segunda-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Segunda-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

“Senhor, vinde em meu auxílio, vinde depressa socorrer-me”.
Com estas palavras do Salmo 70 começa a tua oração,
invocando o Senhor e o seu auxílio.
Não te envergonhes de te apresentares pobre e sem forças diante de Deus
– pois este é o princípio de toda a oração e da vida do crente.
Conserva-te assim diante do Senhor
e pede-Lhe que te confirme na virtude da humildade
– e o Senhor fará grandes coisas em ti e contigo.

DOMINGO XXXII DO TEMPO COMUM

DOMINGO XXXII DO TEMPO COMUM

Começa a tua oração
sem te preocupares com o que vai acontecer.
Deixa tudo nas mãos de Deus.
Dá o teu contributo,
dispondo-te para acolher o que o Senhor quiser dar-te.
Não é o teu dia,
é o dia do Senhor.
Não é a tua oração,
é a oração do Senhor em ti.
Devagar, respirando fundo,
deixa a alegria do teu Senhor tomar conta de ti.
Como diz o Senhor, no Evangelho: “O resto ser-te-á dado por acréscimo”.