Décimo nono Domingo do Tempo Comum

Hoje a Igreja celebra o décimo nono Domingo do Tempo Comum. 

Deus é verdadeiramente teu Pai.
Isto não é uma simples metáfora, mas diz a tua realidade mais profunda. É aquilo que tu és! Um dos filhos de Deus! 
Abre-te com Ele, confia no seu amor incondicional. 
Não tens nada a provar, não tens nada de que te defender. Ele ama-te como és e só quer a tua felicidade. 
Deixa-te amar por Ele. Assim, vale a pena começares a tua oração. 

 

Os salmos são a oração dos pobres, dos contemplativos, dos que se sentem totalmente necessitados do Senhor e vivem da sua Palavra.

Sl 32 (33), 1.12.18-19.20.22
Justos, aclamai o Senhor,
os corações retos devem louvá-Lo.
Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus, 
o povo que Ele escolheu para sua herança.

Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem, 
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome.

A nossa alma espera o Senhor,
Ele é o nosso amparo e protetor. 
Venha sobre nós a vossa bondade, 
porque em Vós esperamos, Senhor.

 

Pontos de oração

«Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem, para os que esperam a sua bondade…»
Guarda e repete esta frase no teu coração e deixa que os teus olhos se voltem também para o Senhor, para que possa acontecer o “encontro”. Então, sentirás a sua bondade, a sua ternura.

«Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem ... para libertar da morte as suas almas e os alimentar no tempo da fome». 
Quais são as mortes da tua alma, quais são as tuas fomes? A partir destas respostas, podes criar o teu próprio salmo, aquele que se ajusta àquilo que mais anseias dizer ao Senhor. Experimenta.

«A nossa alma espera o Senhor, Ele é o nosso amparo e protetor». 
O Salmista quer partilhar contigo as suas dificuldades. Inspirado por Deus, ele sabe que tens momentos de angústia e de tristeza. 
Repete muitas vezes estas frases, ou somente uma palavra, e vais ver que a paz e a alegria começam lentamente a encher o teu coração. 

Os Salmos têm uma pedagogia muito própria – saram as feridas, aliviam as tristezas, lavam e levam o teu pecado e lançam-te com mais força e sabedoria para a semana que começa.  
«Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus, o povo que Ele escolheu para sua herança». Tu és desta nação, tu és deste povo.

 

Colóquio final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.