Domingo I da Quaresma

Hoje a Igreja celebra o primeiro domingo da quaresma.

 

De Johann Sebastian Bach, estás a escutar Laudamus te.

Primeiro domingo da quaresma. 
Tens de novo a oportunidade de apostar mais intensamente em fazer caminho
para chegares a ser aquele ou aquela que Deus sonhou
desde toda a eternidade. 
Não é pequena coisa... 
Mas não estás só neste caminho. 
Acompanham-te milhões de irmãos na fé, 
acompanham-te os santos com a sua intercessão
e, sobretudo, Deus faz caminho contigo. 
Respira fundo... e começa assim a tua oração.

 

Cada salmo é um eco da passagem e da presença de Deus na vida do seu povo. Deus chega, hoje e sempre, à tua vida. Experimenta a sua paz.
  
Sl 91 (91), 1-2.10-15
Tu que habitas sob a proteção do Altíssimo
e moras à sombra do Omnipotente,
diz ao Senhor: 
«Sois o meu refúgio e a minha cidadela: meu Deus, em Vós confio».
Nenhum mal te acontecerá,
nem a desgraça se aproximará da tua tenda,
porque Ele mandará aos seus Anjos
que te guardem em todos os teus caminhos.
Na palma das mãos te levarão,
para que não tropeces em alguma pedra.
Poderás andar sobre víboras e serpentes,
calcar aos pés o leão e o dragão.
Porque em Mim confiou, hei de salvá-lo;
hei de protegê-lo, pois conheceu o meu nome.
Quando Me invocar, hei de atendê-lo,
estarei com ele na tribulação,
hei de libertá-lo e dar-lhe glória. 

 

 

Pontos de oração

Deus protege, sustenta e liberta. Está presente na adversidade. O Senhor é fiel à sua promessa. 
Deixa que estas palavras sejam para ti o manto protetor do Altíssimo. E vai repetindo: “Meu Deus, em vós confio”.

Neste salmo há uma serenidade musical. Um olhar que se eleva confiante. Pede a Deus que nenhuma tribulação te afaste desta certeza: Ele conhece o teu nome e a tua história. 
Confia-te ao Senhor que te acompanha em todos os caminhos. 

Ao ouvires de novo o salmo, permite que se grave em ti a certeza do cuidado que Deus tem para contigo. 

Nesta primeira semana da quaresma, deixa que esta oração se vá repetindo em ti e diz ao Senhor: “Quero que sejas o meu único apoio.” 

 

Colóquio final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.