Festa do diácono e mártir São Lourenço

Hoje é dia dez de agosto, quarta-feira, festa do diácono e mártir São Lourenço.

São Lourenço era diácono da Igreja Romana e morreu mártir na perseguição do Imperador Valeriano. 
Ele dedicou a sua vida ao serviço da Igreja, recebeu a palma do martírio e subiu glorioso à presença de Nosso Senhor Jesus Cristo. 
Leva para a tua oração o desejo de servir Jesus na sua Igreja e pede a graça da fidelidade à verdade que é Cristo, mesmo quando isso te é muito difícil. Assim, vale a pena começares a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Salmo 111. [Slm 111 (112), 1-2.5-6.7-8.9]

Feliz o homem que teme o Senhor
e ama ardentemente os seus preceitos.
A sua descendência será poderosa sobre a terra,
será abençoada a geração dos justos.

Ditoso o homem que se compadece e empresta
e dispõe das suas coisas com justiça.
Este jamais será abalado;
o justo deixará memória eterna.

Ele não receia más notícias,
seu coração está firme, confiado no Senhor,
O seu coração é inabalável, nada teme
e verá os adversários confundidos.

Reparte com largueza pelos pobres,
a sua generosidade permanece para sempre
e pode levantar a cabeça com dignidade. 

 

Pontos de oração

Agradece a Deus a generosidade dos mártires que deram a sua vida em favor da fé. Estes homens e mulheres que foram à nossa frente, estes justos que deixaram memória eterna. Tal como São Lourenço, ainda hoje existem aqueles que amam o Senhor e são torturados e martirizados pela sua fé. E tu, o que te faz virar as costas ao Senhor? 

O Senhor pede-te que olhes à tua volta e tomes consciência de tantas pessoas que precisam que lhes estendas a mão com generosidade. Onde fores hoje e no que estiveres a fazer, olha à tua volta e pergunta-te quem poderá necessitar da tua ajuda. Pergunta-te  onde está Jesus a sofrer nos teus irmãos e não tenhas medo de ser instrumento do amor e da misericórdia de Deus. 

Escuta novamente o salmo e pede com confiança que o Senhor te dê um coração generoso e um olhar misericordioso para com os mais fracos e desprezados. 

 

Colóquio final

Ao terminar a tua oração lembra-te que Deus quer precisar de ti. Ele chama-te a esta generosidade dos santos mártires. Não hesites em gastar as tuas forças pelo bem dos teus irmãos. Fala com Ele sobre os teus medos quando sentes que a tua fé é posta em causa.  

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.