Festa litúrgica da Apresentação do Senhor

Hoje é dia dois de fevereiro, sexta-feira, festa litúrgica da Apresentação do Senhor.

Quarenta dias após o Natal do Senhor,
Maria e José cumprem o mandamento de subir ao templo
para acolher o seu filho amado.
A experiência bíblica sabe que uma filha, um filho
são dom e pertença de Deus,
tal como todo o ser humano.
Hoje, ao começares a tua oração,
agradece a vida, a tua e a dos teus irmãos,
como um dom sagrado
e uma abertura na roda do mundo.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 2, 22-32] 

Ao chegarem os dias da purificação, segundo a Lei de Moisés,
Maria e José levaram Jesus a Jerusalém,
para O apresentarem ao Senhor,
como está escrito na Lei do Senhor:
«Todo o filho primogénito varão será consagrado ao Senhor»,
e para oferecerem em sacrifício
um par de rolas ou duas pombinhas,
como se diz na Lei do Senhor.
Vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão,
homem justo e piedoso,
que esperava a consolação de Israel;
e o Espírito Santo estava nele.
O Espírito Santo revelara-lhe que não morreria
antes de ver o Messias do Senhor;
e veio ao templo, movido pelo Espírito.
Quando os pais de Jesus trouxeram o Menino
para cumprirem as prescrições da Lei no que lhes dizia respeito,
Simeão recebeu-O em seus braços
e bendisse a Deus, exclamando:
«Agora, Senhor, segundo a vossa palavra,
deixareis ir em paz o vosso servo,
porque os meus olhos viram a vossa salvação,
que pusestes ao alcance de todos os povos:
luz para se revelar às nações
e glória de Israel, vosso povo». 

 

Os pais de Jesus levaram-No ao templo para O apresentarem ao Senhor. Levam o seu maior tesouro para o agradecer e, ao mesmo tempo, o oferecer a Deus. 
O que fazes com os tesouros que recebes na tua vida?

Simeão, guiado pelo Espírito Santo, conseguiu ver naquela criança um sinal de que a consolação de Israel, que ele esperava, estava a chegar. 
E tu, o que esperas para ti e para a humanidade? 

Hoje é um dia especial para as pessoas que consagram a sua vida a Deus de uma forma explícita, em castidade, pobreza e obediência. 
Escuta de novo o Evangelho e interroga-te sobre o oferecimento que Jesus hoje te pede.

Conclui a tua oração pedindo ao Senhor a virtude da gratidão e a disponibilidade para te colocares ao seu serviço, segundo o chamamento que Ele te fizer. Pede-Lhe por todos os que se Lhe consagraram de alguma forma, para que sejam perseverantes no seu oferecimento. 

 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.