Segundo domingo do tempo pascal

Hoje a Igreja celebra o segundo domingo do tempo pascal, domingo da divina misericórdia.

De William Crotch estás a escutar Venite, Exultemus. 

O Papa João Paulo II quis que o segundo domingo do tempo pascal fosse celebrado como domingo da Divina Misericórdia. 
Hoje, estás a celebrar este segundo domingo da Páscoa no Ano Jubilar da Misericórdia, proclamado pelo Papa Francisco. 
Deixa esta palavra «misericórdia» ganhar volume no teu coração. Pergunta ao Senhor o que podes fazer, hoje, para viver a misericórdia... e começa assim a tua oração.

 

Vais ouvir um salmo de louvor. [Sl 117 (118)]

Diga a casa de Israel:
é eterna a sua misericórdia.
Diga a casa de Aarão:
é eterna a sua misericórdia.
Digam os que temem o Senhor:
é eterna a sua misericórdia.

A pedra que os construtores rejeitaram
tornou-se pedra angular.
Tudo isto veio do Senhor:
é admirável aos nossos olhos.
Este é o dia que o Senhor fez:
exultemos e cantemos de alegria.

Senhor, salvai os vossos servos,
Senhor, dai-nos a vitória.
Bendito o que vem em nome do Senhor,
da casa do Senhor nós vos bendizemos.
O Senhor é Deus
e fez brilhar sobre nós a sua luz. 

 

Pontos de Oração

Acompanha o louvor do salmista. Lembra-te de agradecer a Deus por todas as pessoas e por todo o conforto que tens na tua vida. 
O salmista diz: «Tudo isto veio do Senhor: é admirável aos nossos olhos». Repete com ele...

Agora reza por aqueles que não sentem as maravilhas de Deus: as vítimas das catástrofes, da guerra, da fome, do desemprego…

Ao ouvires o salmo outra vez, medita em como Deus te pode ajudar a partilhar as suas maravilhas com quem não as tem.

Talvez nesta semana que está a começar pudesses ter como pano de fundo partilhar com os outros as maravilhas que o Senhor fez em ti. Ou o que sabes nos estudos..., ou ajudar no teu trabalho..., ou em casa. Tu saberás. Pede ao Espírito Santo inspiração para isso.

 

Colóquio final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.