Quarta-feira, memória litúrgica de São Francisco de Sales

Hoje é dia vinte e quatro de janeiro, quarta-feira, memória litúrgica de São Francisco de Sales.

«Onde quer que estejamos,
podemos e devemos aspirar à vida perfeita».
Tal proclamou São Francisco de Sales em pleno século dezassete,
convidando a todos – soldados e príncipes, operários e monges – 
a uma vida plena de devoção e santidade.
Escuta o seu apelo, assume o dom e a exigência da santidade
como a vocação maior da tua vida.
E que a oração seja o espaço e o tempo, a escola e o lar
onde a santidade se tece no seio dos teus dias.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 4, 1-9]

Jesus começou a ensinar de novo à beira mar.
Veio reunir-se junto d’Ele tão grande multidão
que teve de subir para um barco e sentar-Se,
enquanto a multidão ficava em terra, junto ao mar.
Ensinou-lhes então muitas coisas em parábolas.
E dizia-lhes no seu ensino:
«Escutai: Saiu o semeador a semear.
Enquanto semeava,
uma parte da semente caiu à beira do caminho;
vieram as aves e comeram-na.
Outra parte caiu em terreno pedregoso,
onde não havia muita terra;
logo brotou, porque a terra não era funda.
Mas, quando o sol nasceu, queimou-se
e, como não tinha raiz, secou.
Outra parte caiu entre espinhos;
os espinhos cresceram e sufocaram-na
e não deu fruto.
Outras sementes caíram em boa terra
e começaram a dar fruto, que vingou e cresceu,
produzindo trinta, sessenta e cem por um».
E Jesus acrescentava:
«Quem tem ouvidos para ouvir, oiça».

 

Pontos de oração

«Saiu o semeador a semear», diz-nos Jesus. E semeou em todos os terrenos por onde ia passando, sem se deter na utilidade de semear à beira do caminho, ou em terreno pedregoso, nem mesmo entre os espinhos. Ao semeador cabe-lhe semear. Medita sobre isto.

Como está o teu coração? Conversa com Jesus sobre ti, procurando confiar-Lhe tudo o que te impede de dares mais fruto...

Ao escutares de novo a passagem bíblica, imagina que és o semeador. Deixa que a narrativa da parábola conduza a tua imaginação e vai tendo atenção ao que sentes. Há algo que o Senhor te quer comunicar com estas palavras. 

 

Colóquio final

Pede ao Senhor a graça de teres um coração mais dócil à sua presença no mundo e renova a tua disposição interior, pois é assim que vais cuidando do teu terreno.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.