Quarta-feira da segunda semana da Quaresma

Hoje é dia quinze de março, quarta-feira da segunda semana da Quaresma. 

Da Comunidade de Taizé, estás a escutar Nada te turbe.

«Nada te perturbe, nada te espante,
quem a Deus tem, nada lhe falta:
só Deus basta».
Assim escreveu Teresa de Ávila,
no momento em que as dificuldades
mais a perseguiam.
Que nada te perturbe:
nem as dificuldades, nem as angústias, nem o stress do dia a dia.
Hoje, sussurra para os teus ouvidos e para o teu coração:
«que nada me perturbe: 
quem a Deus tem, nada lhe falta».
Começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 20, 17-28].

Enquanto Jesus subia para Jerusalém,
chamou à parte os Doze e durante o caminho disse-lhes:
«Vamos subir a Jerusalém e o Filho do homem vai ser entregue
aos príncipes dos sacerdotes e aos escribas,
que O condenarão à morte e O entregarão aos gentios,
para ser por eles escarnecido, açoitado e crucificado.
Mas ao terceiro dia Ele ressuscitará».
Então a mãe dos filhos de Zebedeu
aproximou-se de Jesus com os filhos e prostrou-se para Lhe fazer um pedido.
Jesus perguntou-lhe: «Que queres?»
Ela disse-Lhe: «Ordena que estes meus dois filhos se sentem no teu reino
um à tua direita e outro à tua esquerda».
Jesus respondeu: «Não sabeis o que estais a pedir.
Podeis beber o cálice que Eu hei de beber?»
Eles disseram: «Podemos».
Então Jesus declarou-lhes:
«Haveis de beber do meu cálice.
Mas sentar-se à minha direita e à minha esquerda
não pertence a Mim concedê-lo;
é para aqueles a quem meu Pai o designou».
Os outros dez, que tinham escutado,
indignaram-se com os dois irmãos.
Mas Jesus chamou-os e disse-lhes:
«Sabeis que os chefes das nações exercem domínio sobre elas
e os grandes fazem sentir sobre elas o seu poder.
Não deve ser assim entre vós.
Quem entre vós quiser tornar-se grande seja vosso servo
e quem entre vós quiser ser o primeiro seja vosso escravo.
Será como o Filho do homem,
que não veio para ser servido, mas para servir
e dar a sua vida para resgatar a multidão. 

 

Pontos de oração

Jesus prepara os discípulos para a sua paixão e morte. Vai ser entregue, escarnecido, açoitado, crucificado e morto. 
Como discípulo de Jesus, a tua vocação é imitá-Lo, pegar cada dia na tua cruz, amar a graça de morrer como o grão de trigo para gerar vida. 
Aceitas esta proposta? Queres este caminho?

Jesus é muito claro: quem quiser tornar-se grande seja servo. Isto é, quem quiser tornar-se grande precisa de imitar o Senhor, que veio para servir e não para ser servido. 
Queres imitá-Lo, queres servir e dar-te como Ele? Nesta quaresma, o teu caminho deve ser este: uma contínua aprendizagem do serviço ao próximo.

Ouve com o teu coração, mais que com os teus ouvidos, a repetição da leitura do Evangelho de hoje.

 

Colóquio final

Pede a Jesus, com audácia e esperança, que te dê um coração apaixonado por Ele, com o desejo de servir e de sofrer com Ele e como Ele.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.