Quarta-feira da décima nona semana do Tempo Comum

Hoje é dia dezasseis de agosto, quarta-feira da décima nona semana do Tempo Comum.

Para iniciares este momento de oração,
escuta estas palavras pronunciadas por Santo Agostinho:
«De uma vez por todas te foi dado este breve preceito: 
Ama e faz o que quiseres. 
Se te calares, cala-te por amor; 
se falares, fala por amor; 
se corrigires, corrige por amor; 
se perdoares, perdoa por amor; 
que no fundo do teu coração esteja a raiz do amor, 
pois desta raiz só poderão sair coisas boas».

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 18, 15-20]

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Se o teu irmão te ofender, vai ter com ele e repreende-o a sós.
Se te escutar, terás ganho o teu irmão.
Se não te escutar, toma contigo mais uma ou duas pessoas,
para que toda a questão fique resolvida pela palavra de duas ou três testemunhas.
Mas se ele não lhes der ouvidos, comunica o caso à Igreja;
e se também não der ouvidos à Igreja,
considera-o como um pagão ou um publicano.
Em verdade vos digo:
Tudo o que ligardes na terra será ligado no Céu;
e tudo o que desligardes na terra será desligado no Céu.
Digo-vos ainda:
Se dois de vós se unirem na terra para pedir qualquer coisa,
ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos Céus.
Na verdade, onde estão dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles». 

 

Pontos de oração

A fé é um dom que recebeste do próprio Senhor que te escolheu e foi-te confiada por outros que já a viviam nas suas vidas. Não confias isoladamente e sem fundamentos. Há uma história e uma comunidade que te suportam e sustentam. 
Sentes e vives a tua fé desta forma? Não te feches em ti e não guardes para ti o tesouro que te habita. 

Na Eucaristia celebras comunitariamente o mistério da tua fé, onde Jesus Se faz realmente presente. Ele próprio o diz, para que não duvides. É dela que brota toda a vitalidade da tua vida espiritual, mesmo que, por vezes, não o consigas ver tão nitidamente como desejarias. 
Examina a forma como tens vivido este sacramento. Tens procurado estar em comunhão com o mistério que encerra?  

Enquanto ouves novamente o Evangelho, repara como para Jesus é fundamental a sintonia com a mensagem que veio anunciar ao mundo. 

 

Colóquio final

Agradece ao Senhor o dom da sua presença e toma consciência do que significa. Força-te, se for preciso, a reconhecer que é mesmo só dela que verdadeiramente necessitas. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.