Quarta-feira da décima semana do Tempo Comum

Hoje é dia oito de junho, quarta-feira da décima semana do Tempo Comum. 

«Defende-me, ó Deus, porque em ti me refugio». Assim reza o salmista, louvando o Senhor. Mesmo quando não sente que Deus está próximo, ele sabe que é o Senhor quem o guia e por isso faz uma oração de louvor a Deus. Reza com ele e põe, também tu, a tua confiança no Senhor.
Faz uma oração de louvor e agradecimento, mesmo que neste momento não sintas a presença de Deus no teu coração. Louva-O! Louvando, abres as portas da tua intimidade e ficas mais sensível à presença de Deus. E, assim, vale a pena começares a tua oração.

 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 5, 17-19]

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas;
não vim revogar, mas completar.
Em verdade vos digo:
Antes que passem o céu e a terra,
não passará da Lei a mais pequena letra
ou o mais pequeno sinal,
sem que tudo se cumpra.
Portanto, se alguém transgredir um só destes mandamentos, 
por mais pequenos que sejam,
e ensinar assim aos homens,
será o menor no reino dos Céus.
Mas aquele que os praticar e ensinar
será grande no reino dos Céus». 

 

Pontos de oração

Hoje, Jesus toca num ponto sensível. Muitas vezes, tendemos a rejeitar as imposições da Lei e a deixar-nos guiar só pelo que sentimos. 
Ouvindo as palavras de Jesus, como avalias a tua relação com os mandamentos? Procuras tê-los em conta ou nem sequer os recordas? Que valor têm para ti?

Um dos mandamentos mais importantes no tempo de Jesus era o de santificar o Sábado. Para os cristãos, o dia do Senhor é o Domingo, e reúnem-se para O louvar e para ouvir a sua Palavra em comunidade. Os teus Domingos são dias em que Deus tem lugar, ou são dias iguais aos outros, marcados só pelo tempo livre? 

Ouve de novo as palavras de Jesus. 
Jesus procura aquilo que dá sentido à Lei, que faz dos mandamentos mais do que regras e que sejam completados pelo Espírito.  

 

Colóquio final

Fala com Jesus sobre o modo como os mandamentos te ajudam a aproximar d’Ele e a viver como Ele. Fala-Lhe também das resistências que sentes em relação a algum mandamento, e abre o coração para valorizar o sentido que possa ter, a razão por que existe. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.