Quarta-feira da décima sétima semana do Tempo Comum

Hoje é dia dois de agosto, quarta-feira da décima sétima semana do Tempo Comum.

Os nossos dias são preenchidos
por pequenas pérolas e tesouros
que se escondem no seio do campo e da história.
Acredita nesta verdade com todo o teu ser:
os teus dias têm, mesmo que silenciosamente,
as maiores e mais belas pérolas
que poderás conhecer e encontrar.
Hoje, inicia a tua oração com esta confiança:
e que a oração te leve à atenção, à procura e à liberdade
de reconhecer e acolher todos os tesouros
da tua vida.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus [Ev Mt 13, 44-46].

Disse Jesus à multidão:
«O reino dos Céus é semelhante
a um tesouro escondido num campo.
O homem que o encontrou tornou a escondê-lo
e ficou tão contente que foi vender tudo quanto possuía
e comprou aquele campo.
O reino dos Céus é semelhante
a um negociante que procura pérolas preciosas.
Ao encontrar uma de grande valor,
foi vender tudo quanto possuía e comprou essa pérola». 

 

Pontos de oração

Hoje Jesus diz-nos que o reino dos céus é parecido com um negociante de pérolas que vende tudo o que tem para comprar uma pérola de grande valor.

As pérolas que o negociante tem podem ser imagens das coisas boas que tu procuras na vida mas que te deixam um vazio. Só Deus te preenche. A certa altura tu percebes isso e viras-te para Deus.

Ouve outra vez a passagem do evangelho de S. Mateus. Presta especial atenção à parábola do negociante de pérolas. 

 

Colóquio final

Agora pensa com Jesus quais são as pérolas que tens de vender para comprares a pérola de grande valor. Se calhar não são muitas, pode ser só uma.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.