Quarta-feira da féria do Tempo do Natal

Hoje é dia três de janeiro, quarta-feira da féria do Tempo do Natal.

Haverá um mistério com tamanha beleza
como o mistério da Encarnação?
O Divino mergulhado no humano,
o eterno enamorado da história,
a plenitude nos laços da fragilidade.
É neste mistério que a tua oração tem lugar, 
corpo e densidade;
permite-te um momento de beleza e de graça
no seio do teu dia.   

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 1, 29-34]

No dia seguinte ao seu primeiro testemunho,
João Batista viu Jesus, que vinha ao seu encontro,
e exclamou:
«Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
É d’Ele que eu dizia:
‘Depois de mim vem um homem que passou à minha frente,
porque era antes de mim’.
Eu não O conhecia,
mas foi para Ele Se manifestar a Israel que eu vim batizar na água».
João deu este testemunho, dizendo:
«Eu vi o Espírito Santo descer do céu como uma pomba
e permanecer sobre Ele.
Eu não O conhecia,
mas quem me enviou a batizar na água é que me disse:
‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer
é que batiza no Espírito Santo’.
Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus». 

 

Pontos de oração

Imagina a alegria de João Batista quando viu Jesus vir ao seu encontro! Até então, tinha-se entregado de alma e coração a preparar a vinda do Messias. E agora, ao ver que Jesus vinha ao seu encontro, experimentava uma alegria profunda que não cabia dentro de si: tinha que O anunciar a todos!

João testemunhava o que sabia sobre Jesus, o que tinha visto e experimentado.
Também sentes esta vontade e alegria de testemunhar o que sabes sobre Jesus e o que O viste fazer na tua vida? 

Ouve de novo a leitura do Evangelho e imagina que estás com João Batista e o ouves contar o seu encontro com Jesus. 

 

Colóquio final

Termina este tempo de oração pondo por palavras a tua experiência de encontro com Jesus. O que dirias se te pedissem para falar d’Ele? 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.