Quarta-feira da I semana da Quaresma

Hoje é dia dezassete de fevereiro, quarta-feira da primeira semana da quaresma.

 

De Johann Sebastian Bach, estás a escutar Gratias agimus tibi.

“Senhor, livrai-nos de todo o mal”. 
A eucaristia de hoje começa com esta oração. 
Começa também tu com este pedido. 
Não te preocupes em saber de que males concretos precisas que o Senhor te livre. 
Pede apenas: 
“Senhor, livrai-nos de todo o mal”... e começa assim a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Livro do Profeta Jonas. [Jon 3, 1-10]

A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas nos seguintes termos:
«Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive
e apregoa nela a mensagem que Eu te direi».
Jonas levantou-se e foi a Nínive,
conforme a palavra do Senhor.
Nínive era uma grande cidade aos olhos de Deus;
levava três dias a atravessar.
Jonas entrou na cidade e caminhou durante um dia, apregoando:
«Daqui a quarenta dias, Nínive será destruída».
Os habitantes de Nínive acreditaram em Deus,
proclamaram um jejum e revestiram-se de sacos,
desde o maior ao mais pequeno.
Logo que a notícia chegou ao rei de Nínive,
ele ergueu-se do trono e tirou o manto,
cobriu-se de saco e sentou-se sobre a cinza.
Depois foi proclamado em Nínive
um decreto do rei e dos seus ministros, que dizia:
«Os homens e os animais, os bois e as ovelhas,
não provem alimento, não pastem nem bebam água.
Os homens e os animais revistam-se de sacos
e clamem a Deus com vigor;
afaste-se cada um do seu mau caminho e das violências que tenha praticado.
Quem sabe? Talvez Deus reconsidere e desista,
acalmando o ardor da sua ira,
de modo que não pereçamos».
Quando Deus viu as suas obras
e como se convertiam do seu mau caminho,
desistiu do castigo com que os ameaçara
e não o executou.

 

Pontos de Oração

Jonas resistiu a ser portador da Misericórdia de Deus. Contudo, mesmo sem compreender a lógica do que o Senhor lhe pedia, foi seu instrumento. 
Estás disponível para te colocares ao serviço de Deus, ainda que te escape a lógica do seu amor gratuito? 

Sentar-se sobre a cinza recorda-nos o nosso limite. Cobrir-se de saco é libertar-se da mania das grandezas. É trazer à memória que não somos autossuficientes. 
Pede ao Senhor que te livre do manto e cubra de saco as tuas manias de grandeza. Pede-Lhe a graça da humildade. 

Ao ouvires de novo o texto de Jonas, repara como uma cidade habituada ao pecado se deixou tocar pelo anúncio da verdadeira libertação. 

 

Colóquio final

Reconhece como Deus nunca desiste de te convidar à conversão e termina com gratidão este tempo de encontro. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.