Terça-feira da vigésima sexta semana do Tempo Comum

Hoje é dia dois de outubro, terça-feira, memória litúrgica dos Santos Anjos da Guarda.

“Senhor, meu Deus, desde a aurora vos procuro. 
A minha alma tem sede de vós”.
Dá início a este tempo de oração invocando o Senhor. 
Procura-O, onde quer que estejas, 
e deixa-te encontrar por Ele. 
Confia-Lhe as tuas preocupações, os teus desejos, os teus medos. 
Acolhe a sua presença com alegria e deixa-te tocar pela sua paz.

Escuta esta passagem do Livro do Êxodo. [L1 Ex 23, 20-23]

Eis o que diz o Senhor: 
«Vou enviar um Anjo à tua frente, 
para que te proteja no caminho
e te conduza ao lugar que preparei para ti. 
Respeita a sua presença e escuta a sua voz; 
não lhe desobedeças. 
Ele não perdoaria as vossas transgressões, 
porque fala em meu nome. 
Mas, se ouvires a sua voz e fizeres tudo o que Eu te disser, 
serei inimigo dos teus inimigos e perseguirei os que te perseguirem. 
O meu Anjo irá à tua frente». 

Hoje lemos um texto muito bonito, do livro do Êxodo. Nele Deus diz que vai enviar um anjo à tua frente para te proteger no caminho e te conduzir ao lugar que Ele preparou para ti. 
Além de belo, este é um texto cheio de significado. Proponho que te deixes envolver pelas palavras do texto, pelo seu calor. Pensa no Anjo de Deus a proteger-te ao longo do teu caminho.

Já pensaste se tens um Anjo da guarda? Achas que tens? Queres perguntar a Deus se te deu um Anjo da guarda?

Enquanto ouves o texto outra vez, presta mais atenção às primeiras palavras de Deus sobre o teu Anjo.

Agora que vais terminar este tempo de oração, porque não falas com um anjo? Pensas que será o teu anjo da guarda? Será um anjo que guia os teus passos? E que passos queres dar? É evidente que tu também tens uma palavra a dizer. Porque não conversas com esse anjo sobre o caminho que estás a percorrer? Sentes-te confirmado neste caminho ou gostarias de seguir outro? 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre, Amén.