Terça-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia treze de novembro, terça-feira da trigésima segunda semana do tempo comum.

Durante estes minutos de oração
deixa-te envolver pelas palavras e pela música.
Acolhe a proposta que te é feita
e deixa o Senhor pôr em causa as tuas certezas tranquilas.
Muitas vezes,
essas “certezas tranquilas” são apenas o teu comodismo instalado a dizer-te:
“não te incomodes”.
Hoje, deixa-te incomodar pelo Senhor...
e com este desejo, dá início à tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 17, 7-10]

Disse o Senhor:
«Quem de vós, tendo um servo a lavrar ou a guardar gado,
lhe dirá quando ele volta do campo:
‘Vem depressa sentar-te à mesa’?
Não lhe dirá antes:
‘Prepara-me o jantar e cinge-te para me servires,
até que eu tenha comido e bebido.
Depois comerás e beberás tu’.
Terá de agradecer ao servo por lhe ter feito o que mandou?
Assim também vós,
quando tiverdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei:
‘Somos inúteis servos:
fizemos o que devíamos fazer’».

Jesus dá-nos hoje uma lição sobre humildade.
Pensa em ti: não haverá momentos em que ajudas alguém e te enches de orgulho?
Será que és capaz de servir sem esperar nada em troca, nem agradecimentos, nem sequer que se deem conta do que fizeste?

O que poderás fazer hoje ou nos próximos tempos que tenha as marcas da humildade e do serviço totalmente desinteressado?

Ouve de novo o conselho de Jesus, com a intenção de que se grave dentro de ti e seja a tua maneira de atuar daqui em diante.

Falando como um amigo fala ao seu amigo, aprofunda com Jesus este tema da gratuidade no serviço. Deixa que Ele te fale, corrija e aconselhe.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.