Quarta-feira da décima nona semana do Tempo Comum

Hoje é dia quinze de agosto, quarta-feira, solenidade da Assunção de Nossa
Senhora.

A Mãe de Jesus atingiu a plenitude da alegria
no momento da sua passagem para o Pai.
Aquele que a criou Cheia de Graça
conservou-a assim para sempre.
Meditando o mistério de Maria,
agradece o mistério que tu és
e dá graças por tudo quanto estás chamado a ser...
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 1, 39-56]

Maria pôs-se a caminho
e dirigiu-se apressadamente para a montanha,
em direção a uma cidade de Judá.
Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria,
o menino exultou-lhe no seio.
Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz:
«Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.
Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?
Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação,
o menino exultou de alegria no meu seio.
Bem-aventurada aquela que acreditou
no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».
Maria disse então:
«A minha alma glorifica o Senhor
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
porque pôs os olhos na humildade da sua serva:
de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
O Todo-Poderoso fez em mim maravilhas:
Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração
sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo,
lembrado da sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais,
a Abraão e à sua descendência para sempre».
Maria ficou junto de Isabel cerca de três meses e depois regressou a sua casa.

Maria foi “com pressa”. A prima Isabel precisava dela. Não se tinha ela
intitulado a Serva do Senhor? A serva foi. Não só servir, mas levar o Senhor
àquela casa, àquela família. Maria, o primeiro sacrário e a primeira procissão
do Santíssimo Sacramento da história da Salvação.

Quando Maria se aproximou, o Espírito Santo encheu Isabel com os seus dons
e ela começou a louvar o Senhor. E do coração de Maria brotou, como uma
torrente cristalina, o cântico do Magnificat, símbolo da mais pura humildade.
Procura imitar Maria, dando graças por tudo quanto Deus vai fazendo na tua
vida e na vida dos que te são próximos.

Aproveita a repetição deste Evangelho para te fixares em alguma das frases
ditas por estas duas mulheres que mais te tiver tocado. Faz dela uma oração
para repetires tranquilamente. Ou podes criar uma frase tua inspirada por estes
dois magníficos cânticos. Que seja curta e fácil, para a poderes repetir sem te
cansares.

Este é um dia que não vais esquecer. Este é o dia que alimentará o resto da
tua semana. Este é o dia da confirmação.
Deixa-te ficar diante do Senhor, dando graças pelas maravilhas realizadas em
Maria, "a mais bela entre as criaturas de Deus".

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.