Quarta-feira da trigésima primeira semana do Tempo Comum

Hoje é dia sete de novembro, quarta-feira da trigésima primeira semana do tempo comum.

Começa a tua oração dando tempo ao silêncio e à escuta.
Não te apresses a procurar as palavras mais certas
ou as ideias mais felizes.
Talvez seja melhor deixares lugar para Deus agir,
por meio do seu Espírito Santo.
Procura apenas tomar consciência da presença de Deus.
Podes usar as palavras do Salmo 104,
repetindo-as tranquilamente:
“Bendiz, ó minha alma, o Senhor. Senhor, meu Deus, como sois grande!”

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 14, 25-33]

Uma grande multidão seguia Jesus.
Jesus voltou-Se e disse-lhes:
«Se alguém vem ter comigo e não Me preferir ao pai, à mãe,
à esposa, aos filhos, aos irmãos, às irmãs
e até à própria vida,
não pode ser meu discípulo.
Quem não toma a sua cruz para Me seguir,
não pode ser meu discípulo.
Quem de vós, desejando construir uma torre,
não se senta primeiro a calcular a despesa,
para ver se tem com que terminá-la?
Não suceda que, depois de assentar os alicerces,
se mostre incapaz de a concluir,
e todos os que olharem comecem a fazer troça, dizendo:
‘Esse homem começou a edificar,
mas não foi capaz de concluir’.
E qual é o rei que parte para a guerra contra outro rei
e não se senta primeiro a considerar
se é capaz de se opor, com dez mil soldados,
àquele que vem contra ele com vinte mil?
Aliás, enquanto o outro ainda está longe,
manda-lhe uma delegação a pedir as condições de paz.
Assim, quem de entre vós não renunciar a todos os seus bens,
não pode ser meu discípulo».

O primeiro apelo de Jesus é preferi-Lo a tudo e a todos, mesmo à família. Ele deve ser o Senhor e estar sempre em primeiro lugar. Depois vem o segundo apelo: tomar a cruz, cada dia, para O seguir e ser seu discípulo a sério. E segui-Lo não é ir atrás d’Ele, é imitá-Lo.
Que lugar tem Jesus na tua existência? É sempre o primeiro? Levas a cruz como Ele?

A tua vida pode rever-se na imagem do homem que deseja construir uma torre. Precisas de deitar contas ao empreendimento, de contabilizar tempo e meios, de fazer tudo para que a tua vida se eleve como a torre. Não podes andar alheado da construção.
A tua vida é importante e precisas de a fazer crescer em santidade. Estás convencido disto?

Ouve com espírito aberto e renovado os apelos de Jesus e tenta orientar a tua vida por eles.

Com fé e confiança, pede a Jesus que te dê fortaleza interior para O seguires sempre mais e melhor.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.