Quarta-feira da vigésima sétima semana do Tempo Comum

Hoje é dia dez de outubro, quarta-feira da vigésima sétima semana do Tempo Comum.

É o Espírito Santo quem reza em ti, 
mesmo quando tu não sabes ou não podes rezar. 
Quando te sentes perdido
ou quando te parece que rezar não leva a lado nenhum,
o Espírito Santo está contigo, 
guiando-te nos caminhos da oração.
Pede ao Espírito que venha em teu auxílio
e te ensine o que deves pedir e o que precisas de receber.
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 11, 1-4]

Jesus estava em oração em certo lugar.
Ao terminar, disse-Lhe um dos discípulos:
«Senhor, ensina-nos a orar,
como João Baptista ensinou também os seus discípulos».
Disse-lhes Jesus:
«Quando orardes, dizei:
‘Pai,
santificado seja o vosso nome; 
venha o vosso reino;
dai-nos em cada dia o pão da nossa subsistência;
perdoai-nos os nossos pecados,
porque também nós perdoamos a todo aquele que nos ofende;
e não nos deixeis cair em tentação’».

O texto de hoje do Pai-Nosso diz que «nós perdoamos a todo aquele que nos ofende». 
Será assim? Será que perdoas a todos? Lembras-te de quando foi a última vez que perdoaste ou no teu coração tens alguém a quem não perdoaste?

Perdoar nem sempre é fácil. Às vezes, somos magoados pela mesma pessoa durante muito tempo seguido ou somos muito magoados de uma só vez. Nestas circunstâncias é muito difícil perdoar.
Pede a Deus um coração compassivo, mas não um coração que se deixe espezinhar.

Ouve o texto outra vez. Concentra-te no perdão. No perdão de Deus e no teu perdão. 
Neste colóquio final com Jesus pede-Lhe que te ensine a não te deixares espezinhar. E pede-Lhe também que te ensine por onde passa o perdão, sobretudo quando perdoar é muito difícil.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.