Sexta-feira da décima segunda semana do Tempo Comum

Hoje, dia vinte e nove de junho, sexta-feira, a Igreja celebra a solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos.

A tradição cristã refere, desde os seus primeiros séculos,
o martírio em Roma dos Apóstolos Pedro e Paulo,
constituindo-se como as duas grandes colunas da Igreja.
A experiência cristã alimenta-se do testemunho dos seus santos,
cujas vidas foram percorridas
pelo sangue e pelo Espírito do Senhor.
Que a tua vida e a tua oração se inscrevam também
nesta tradição, sempre antiga e sempre nova.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 16, 13-19] 

Jesus foi para os lados de Cesareia de Filipe
e perguntou aos seus discípulos:
«Quem dizem os homens que é o Filho do homem?».
Eles responderam:
«Uns dizem que é João Baptista,
outros que é Elias,
outros que é Jeremias ou algum dos profetas».
Jesus perguntou:
«E vós, quem dizeis que Eu sou?».
Então, Simão Pedro tomou a palavra e disse:
«Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo».
Jesus respondeu-lhe:
«Feliz de ti, Simão, filho de Jonas,
porque não foram a carne e o sangue que to revelaram,
mas sim meu Pai que está nos Céus.
Também Eu te digo: Tu és Pedro;
sobre esta pedra edificarei a minha Igreja
e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
Dar-te-ei as chaves do reino dos Céus:
tudo o que ligares na terra será ligado nos Céus,
e tudo o que desligares na terra será desligado nos Céus». 

Hoje, estas perguntas de Jesus são para ti: quem diz o mundo que Eu sou? Quem sou Eu para ti? Responde com calma, e ao responderes presta atenção aos movimentos internos do teu coração. O que sentes ao verbalizar estas respostas? Paz, consolo, firmeza na tua missão, desconforto? Explora o teu mundo interior. 

Ao reconhecer, pela graça de Deus, quem é realmente Jesus, Pedro encontra-se disponível para acolher a sua missão. Sabemos que não compreendia tudo, como tu também não compreendes tudo agora. Procura, na confissão de fé que acabaste de fazer, renovar a tua disponibilidade para acolheres, sem medos, a graça que te revela qual é a vontade de Deus para ti.  

Neste dia em que celebramos São Pedro e São Paulo, escuta de novo esta passagem bíblica de Mateus, e deixa que o teu coração se foque no caminho que o Senhor fez com eles: nenhuma conversão acontece num dia, mas ao longo de toda uma vida.  

Agradece ao Senhor por agir contigo sempre com compaixão e misericórdia. Deixa-te desafiar por esta forma de amar e procura amar mais os que te rodeiam à maneira do Senhor. Que neste dia possas ter mais presentes todos os pobres e excluídos, deixando-te tocar pela sua realidade e pelo que podes fazer por eles. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.