Sexta-feira da trigésima segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia dezasseis de novembro, sexta-feira da trigésima segunda semana do tempo comum.

Começa a tua oração
procurando deixar-te tocar pela presença de Deus.
Não é fácil
e, por isso, não estranhes se não sentires nada,
a não ser os teus pensamentos.
Sobretudo, não te deixes vencer pela ideia de um Deus longínquo.
Não é por não sentires Deus que Ele está longe de ti.
Esta ausência aparente acaba por ser a melhor defesa contra a ilusão.
Por isso, segue a recomendação de Jesus, no Evangelho:
“Não temas. Acredita, que isso basta”.

Escuta esta passagem da Segunda Epístola de São João. [ L1 2 João 4-9]

Senhora eleita de Deus:
Muito me alegrei por saber que os teus filhos
vivem no caminho da verdade,
segundo o mandamento que recebemos do Pai.
E agora, Senhora, peço-te,
não como quem escreve um mandamento novo,
mas aquele que tivemos desde o princípio:
amemo-nos uns aos outros.
Ora o amor consiste em viver segundo os seus mandamentos.
Este é o mandamento que ouvistes desde o princípio
e segundo o qual deveis viver.
Apareceram no mundo muitos sedutores,
os quais não professam a fé em Jesus feito homem.
Este é o sedutor e o anticristo.
Tende cuidado convosco,
para não perderdes os frutos do nosso trabalho,
mas, pelo contrário, para receberdes a plena recompensa.
Quem se afasta e não permanece na doutrina de Cristo
não possui a Deus.
Quem permanece na doutrina,
esse possui o Pai e o Filho.

S. João escreve a uma comunidade cristã e lembra-lhe o mandamento que Jesus nos deixou desde o princípio: amemo-nos uns aos outros.
Deixa que este mandamento ecoe dentro de ti e ganhe sentido concreto nas tuas relações.

Na sua Carta, São João afirma que “o amor consiste em viver segundo os (...) mandamentos” de Jesus.

Como se expressa na tua vida esta recomendação do Apóstolo?

Ouve de novo as palavras de São João.

São João fala de muitos sedutores que afastam da doutrina de Cristo, ou seja, do mandamento do amor.
Tens sido tentado por estas tendências? Conversa com Jesus sobre isso.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.