Quinta-feira da vigésima sexta semana do Tempo Comum

Hoje é dia quatro de outubro, quinta-feira, memória litúrgica de São Francisco de Assis.

Como filho pródigo,
regressa à casa do teu Pai que te espera e sai ao teu encontro,
nos caminhos da oração.
Contempla esta casa
onde regressas sempre que o teu desejo aí te conduz
e na qual há sempre festa, 
de cada vez que regressas.
Agradece ao Senhor da vida por este lar
ao qual regressas quando desejas,
para O encontrar sempre de braços abertos, 
perdoando e acolhendo. 
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 10, 1-12]

O Senhor designou setenta e dois discípulos
e enviou-os dois a dois à sua frente,
a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir.
E dizia-lhes:
«A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos.
Pedi ao dono da seara que mande trabalhadores para a sua seara.
Ide: Eu vos envio como cordeiros para o meio de lobos.
Não leveis bolsa nem alforge nem sandálias,
nem vos demoreis a saudar alguém pelo caminho.
Quando entrardes nalguma casa, dizei primeiro: 
‘Paz a esta casa’.
E se lá houver gente de paz, a vossa paz repousará sobre eles;
senão, ficará convosco.
Ficai nessa casa, comei e bebei do que tiverem,
que o trabalhador merece o seu salário.
Não andeis de casa em casa.
Quando entrardes nalguma cidade e vos receberem,
comei do que vos servirem,
curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: 
‘Está perto de vós o reino de Deus’.
Mas quando entrardes nalguma cidade e não vos receberem,
saí à praça pública e dizei:
‘Até o pó da vossa cidade que se pegou aos nossos pés sacudimos para vós.
No entanto, ficai sabendo: Está perto o reino de Deus’.
Eu vos digo:
Haverá mais tolerância, naquele dia, para Sodoma do que para essa cidade». 

Tu podes ser precursor do Senhor. Repara que há tanta gente com dificuldade em se aproximar de Deus. Aquela pessoa que tem dificuldade em se aproximar de Deus porque está a sofrer muito e o seu Deus está longe. Aquela outra que perdeu a fé. Uma pessoa que está na cadeia ou num hospital e não sente Deus. Tu podes levar Deus a uma dessas pessoas. Reza sobre isso.

Queres fazer o propósito de ir ter com alguém com dificuldade em encontrar Deus? Ou com alguém fragilizado a quem tu confortes falando de Deus ou rezando com essa pessoa? Porque não rezas sobre isso?

Agora, ao ouvires o texto pela segunda vez, imagina os discípulos a irem, dois a dois, às cidades e lugares onde Jesus havia de ir. 

Nas paróquias, há aquelas pessoas que levam a sagrada eucaristia a casa dos doentes. Tu tens Jesus no teu coração. A quem estará o Espírito Santo a pedir-te para levares o Senhor? E como?

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.