Segunda-feira da vigésima terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia dez de setembro, segunda-feira da vigésima terceira semana do Tempo Comum.

Começa a tua oração
escutando estas palavras que o Senhor, hoje, 
dirige ao teu coração,
por inspiração de Santa Teresa de Ávila:
«Se acaso não souberes
onde Me acharás a Mim,
não vás daqui para ali.
Se não, se achar-Me quiseres,
a Mim buscar-Me-ás em ti (...)
Fora de ti, não há buscar-Me,
porque para achar-me a Mim
basta somente chamar-Me;
vou a ti sem demorar-Me,
e a Mim buscar-Me-ás em ti».

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 6, 6-11]

Jesus entrou numa sinagoga a um sábado
e começou a ensinar.
Estava lá um homem com a mão direita paralítica.
Os escribas e fariseus observavam Jesus,
para verem se Ele ia curar ao sábado
e encontrarem assim um pretexto para O acusarem.
Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos,
disse ao homem que tinha a mão paralítica:
«Levanta-te e põe-te de pé, aí no meio».
O homem levantou-se e ficou de pé.
Depois Jesus disse-lhes:
«Eu pergunto-vos se é permitido ao sábado
fazer bem ou fazer mal, salvar a vida ou tirá-la».
Então olhou para todos à sua volta e disse ao homem:
«Estende a mão».
Ele assim fez e a mão ficou curada.
Os escribas e fariseus ficaram furiosos e começaram a falar entre si
do que haviam de fazer a Jesus. 

O homem da mão paralítica tem um problema, mas, além de Jesus, ninguém se preocupa com ele. Discutem à volta dele e ele senta-se, levanta-se, estende a mão, faz o que lhe mandam e nem o deixam gritar de alegria com a cura espantosa. É um dos últimos, um daqueles que só importa ao coração de Deus. 

Os escribas e os fariseus defendem o sábado, o dia do Senhor, o dia em que o homem nada deve fazer para que seja Deus a agir. Defendem a Deus e uma importante instituição da fé de Israel. São doutrinalmente esclarecidos, mas desaprenderam o amor, cegaram diante do bem e, no fim, enfurecem-se com o próprio Deus encarnado. 

Aqueles homens foram à sinagoga para espiar o comportamento de Jesus. O falso zelo por Deus levou-os a desprezar a santidade do lugar de reunião em volta de Deus. Lembra-te de purificar a tua intenção quando entrares na casa de Deus. 

Tem um coração suficientemente cristão que te leve a favorecer toda a luz que outros acendam, para Deus ou para ajudar o próximo. Desarma-te do teu olhar escrutinador sobre os outros e põe no seu lugar um coração afável que a todos louva e ajuda.
Conversa com o Senhor sobre este teu desejo de mudar o coração. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.