Segunda-feira da vigésima segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia três de setembro, segunda-feira, memória litúrgica de São Gregório Magno.

Em pleno século VI, na passagem entre duas épocas,
São Gregório Magno, Papa e Doutor da Igreja,
viveu o seu ministério de pastor
no serviço aos mais pobres e desfavorecidos.
A Igreja testemunha a sua presença e a sua fidelidade
nos períodos de mudança, instabilidade e perturbação,
como o tempo em que vivemos.
Alicerça o teu coração no Evangelho,
cria as tuas raízes na presença do Senhor que te é fiel;
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem da Primeira Epístola de São Paulo aos Coríntios. [L1 1Cor 2, 1-5]

Quando fui ter convosco, irmãos,
não me apresentei com sublimidade de linguagem
ou de sabedoria
a anunciar-vos o mistério de Deus.
Pensei que, entre vós, não devia saber nada
senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado.
Apresentei-me diante de vós cheio de fraqueza e de temor
e a tremer deveras.
A minha palavra e a minha pregação
não se basearam na linguagem convincente da sabedoria,
mas na poderosa manifestação do Espírito Santo,
para que a vossa fé não se fundasse na sabedoria humana,
mas no poder de Deus.

Talvez sonhes ser uma pessoa tão instruída na fé e com tais dotes de oratória que,
perante a tua perícia, à tua volta todos se rendam à fé e a Cristo. Não te assustes, mas
esse é o sonho errado. O teu sonho deve ser o de deixar Deus agir, através da pouca
coisa que tu és.

Paulo não tem dúvidas: entre os outros, não deve saber de nada a não ser Jesus Cristo, e
Jesus Cristo crucificado.
Enquanto Jesus for a prioridade para ti, serás tão audaz e tão eficaz como o apóstolo
Paulo.

Paulo sabe que é só um instrumento de Deus, mas não faz disso pretexto para ficar
quieto, à espera que o procurem.
Ouve de novo o que ele escreve: «fui ter convosco»; e foi, não apenas para dar exemplo,
mas para «anunciar-vos o mistério de Deus».

Anuncias a Cristo, mas isso não faz de ti melhor que os outros. Aliás, só serás grande se
de todos – do mais ateu ao mais crente – estiveres disponível a aprender, porque todos
são, nalgum ponto, muito superiores a ti.
Pede ao Senhor que te ensine o caminho da humildade verdadeira.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.