Segunda-feira da vigésima quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia dezassete de setembro, segunda-feira da vigésima quarta semana do Tempo Comum.

Vai criando espaço para Deus no teu interior. 
Para isso, não precisas de te esvaziar de ti, 
só precisas de ir convertendo
os sentimentos negativos que moram no teu coração. 
Procura aquela preocupação que te traz mais aflito..., 
aquela pessoa que mais te inquieta..., 
aquela dor que mais te incomoda... 
Confia tudo isso ao Senhor... 
e pede ao Espírito Santo que preencha o teu coração com a sua paz. 
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem da Primeira Epístola de São Paulo aos Coríntios. [L1 1 Cor 11, 17-26.33]

Ao dar-vos as minhas instruções,
não posso louvar as vossas assembleias,
que, em vez de serem proveitosas, se tornam prejudiciais.
Em primeiro lugar, ouço dizer
que há entre vós divisões, quando vos reunis em assembleia;
e em parte, acredito nisso.
Na verdade, é preciso que haja divisões entre vós,
para se manifestarem aqueles que resistem a esta prova.
Quando vos reunis em comum,
já não é para comer a ceia do Senhor,
pois cada um se adianta a comer a sua própria ceia
e, enquanto um passa fome, outro fica embriagado.
Será que não tendes as vossas casas para comer e beber?
Ou desprezais a Igreja de Deus
e envergonhais aqueles que são pobres?
Que vos direi? Devo louvar-vos?
Nisto não vos louvo.
Porque eu recebi do Senhor o que também vos transmiti:
o Senhor Jesus, na noite em que ia ser entregue,
tomou o pão e, dando graças, partiu-o e disse:
«Isto é o meu Corpo, entregue por vós.
Fazei isto em memória de Mim».
Do mesmo modo, no fim da ceia, tomou o cálice e disse:
«Este cálice é a nova aliança no meu Sangue.
Todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de Mim».
Na verdade, todas as vezes que comerdes deste pão
e beberdes deste cálice,
anunciareis a morte do Senhor, até que Ele venha.
Portanto, irmãos, quando vos reunis para comer a ceia do Senhor,
esperai uns pelos outros.

S. Paulo, tendo sabido que havia divisões, tensões e individualismo na comunidade cristã, escreve aos Coríntios indignado com essa incoerência e mau testemunho… 
Como anda a tua comunidade? Grupinhos? Má-língua e acusações sobre quem é sério e fiel na doutrina, na liturgia, etc.? Até contra o Papa? Tentações separatistas não são evangélicas. 

Paulo lembra o essencial com as palavras de Jesus na última Ceia, ao partilhar com todos à mesma mesa: “Isto é o meu corpo!” Ou seja, “a maneira de estar de Jesus” é fazer-Se pão para todos; é comungar e dar-Se todo em amor, em especial pelos mais fracos. Pondera se por alguma razão andas longe deste ideal. 

Ao ouvir de novo esta pregação de Paulo, pensa: achas-te melhor que os outros? Percebes que o sinal do mau espírito é a divisão, a arrogância, mesmo que seja piedosa, bem como o medo do futuro e a suspeita de que o caminho seja a misericórdia. 

Para terminar, pede a graça de comungar deixando entrar em ti o Espírito do Ressuscitado, isto é, de quereres ser um pão de paz, de alegria e de justiça para formar um só corpo. Pede um verdadeiro sentido de Igreja. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.