Segunda-feira da décima terceira semana do Tempo Comum

Hoje é dia dois de julho, segunda-feira da décima terceira semana do Tempo Comum.

Estás prestes a iniciar o teu momento de oração.
No início de uma semana de trabalho, de atividade e de movimento,
concede um espaço, na tua agenda e no teu coração,
ao respiro da graça, à gratuidade do silêncio,
à simplicidade de uma prece breve e sincera.
Que as poucas palavras e a rica confiança
habitem a tua mente e o teu respirar.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 8, 18-22]

Vendo Jesus à sua volta uma grande multidão,
mandou passar para a outra margem do lago.
Aproximou-se então um escriba, que Lhe disse:
«Mestre, seguir-Te-ei para onde fores».
Jesus respondeu-lhe:
«As raposas têm as suas tocas e as aves os seus ninhos,
mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça».
Disse-Lhe outro discípulo:
«Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai».
Mas Jesus respondeu-Lhe:
«Segue-Me
e deixa que os mortos sepultem os seus mortos». 

Jesus leva-te a considerar as exigências inerentes ao seu seguimento. Não te esconde nada, mas dispõe-Se a viver tudo contigo, renovando e dando um novo sentido à tua vida e entrega. 
Sentes que Jesus está contigo? 

Quais são as dificuldades que encontras no teu caminho de seguimento de Jesus? Entrega-as a Jesus e conversa com Ele sobre elas, para que a sua luz te possa ajudar a caminhar com mais confiança. É no exercício de verbalização e de crescente entrega que o caminho de encontro com o Senhor se vai tecendo e reforçando.  

Ao escutares de novo esta passagem do Evangelho de Mateus, procura sintonizar-te com o coração de Jesus, sentindo com Ele o que sentiu naquele momento da sua vida. 

Termina a tua oração pedindo ao Senhor perseverança e determinação para O seguires em todas as áreas da tua vida, procurando uma maior união entre a tua vida do dia a dia e a tua vida de fé. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.