Quarta-feira da sétima semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e sete de fevereiro, quarta-feira da sétima semana do tempo comum.

Deixa-te ficar sossegado na presença do Senhor.
Não te inquietes, se à tua volta há movimento, ruído...
Deixa tudo isso passar por ti
como as ondas do mar passam pelas rochas da praia sem as incomodar.
Oferece tudo ao Senhor
e deixa-te ficar na sua presença,
disponível para o que Ele queira dizer-te.
Não te esqueças que também podes – e deves – falar-Lhe
daquilo que é importante para ti.
Diz ao Senhor: “Meus Deus, em Ti ponho a minha confiança e nada temo”.
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 9, 38-40]

João disse a Jesus:
«Mestre,
nós vimos um homem a expulsar os demónios em teu nome
e procurámos impedir-lho, porque ele não anda connosco».
Jesus respondeu:
«Não o proibais;
porque ninguém pode fazer um milagre em meu nome
e depois dizer mal de Mim.
Quem não é contra nós é por nós».

Os discípulos proibiram um homem de expulsar demónios em nome de Jesus apenas por não fazer parte do grupo dos doze. Sentem-se superiores aos outros, mas Jesus corrige-os dizendo: «Quem não é contra nós é por nós».
Consegues identificar algum momento em que te consideraste detentor da verdade?

Não temos o direito de julgar ninguém e toda a gente merece uma nova oportunidade. Jesus perdoa o pecador arrependido e transforma-o em apóstolo da Boa-Nova.
Reza por alguém a quem tenhas fechado a porta do coração por desconfiança ou preconceito. O que podes fazer para aprender a vê-lo com os olhos de Jesus?

Muitas vezes, excluímos pessoas das nossas vidas porque são diferentes e não pensam como nós. Mas não é isto que Jesus nos pede, como cristãos.
Ouve pela segunda vez o Evangelho e deixa-te interpelar pelas palavras de Jesus.

É fácil cair na tentação da atitude de competição. No final desta oração, pede a Jesus que faça de ti alguém que abençoa o mundo e não que amaldiçoa nem critica de forma destrutiva.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.