Quarta-feira da semana santa

Hoje é dia dezassete de abril, quarta-feira da semana santa.

Nestes dias de Semana Santa a tua oração só pode ser mais intensa. Não se compreende um cristão que passa pela Semana Santa como por outra semana qualquer. Pode até o ambiente exterior convidar à confusão e à dispersão. Mas, interiormente, há uma urgência em andar devagar, em sentir cada passo, em pensar cada gesto, cada palavra, cada silêncio. Se nas ruas que percorres não há nenhum sinal, tens que criar interiormente lugar para o mistério do Deus que morre e ressuscita por amor, apenas por amor. Pede ao Senhor esta graça... E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Salmo sessenta e oito. [Sl 68 (69), 8-10.21bcd-22.31.33-34]

Por Vós tenho suportado afrontas, cobrindo-se meu rosto de confusão. Tornei-me um estranho para os meus irmãos, um desconhecido para a minha família. Devorou-me o zelo da vossa casa e recaíram sobre mim os insultos contra Vós. O insulto despedaçou-me o coração e eu desfaleço. Esperei por compaixão e não apareceu, nem encontrei quem me consolasse. Misturaram-me fel na comida e deram-me vinagre a beber. Louvarei com cânticos o nome de Deus e em ação de graças O glorificarei. Vós, humildes, olhai e alegrai-vos, buscai o Senhor e o vosso coração se reanimará. O Senhor ouve os pobres e não despreza os cativos.

Pontos de oração

«O Senhor ouve os pobres e não despreza os cativos», diz-nos o salmo de hoje. Tu és pobre e cativo? Se calhar, nem uma coisa nem outra, no sentido literal dos termos. Se calhar, não te falta nada para um dia a dia com algum conforto e não estás na prisão. Mas talvez sejas pobre de Deus. Talvez PRECISES muito de Deus. E talvez estejas cativo de algum pecado. Reza sobre isso.

Sentes que tens muita necessidade de Deus? Normalmente, somos pobres de Deus; temos fome de Deus. Normalmente, podemos receber mais amor de Deus do que aquele que já temos. A nossa sensibilidade vai-se apurando e vamos ficando mais sensíveis aos sinais de Deus. E Deus vai-Se entranhando cada vez mais. Sentes isso na tua vida? Fala com Deus sobre isto.

Ouve o salmo outra vez. Espera ansiosamente pelos dois últimos versículos. Ouve-os com atenção. Eles dizem: «O Senhor ouve os pobres e não despreza os cativos».

O salmo também diz que se procurarmos o Senhor, a nossa alma reanimar-se-á. Como somos pobres de Deus, procuramos o Senhor. Na tua vida, procuras Deus ou deixas-te estar quieto? Como procuras Deus? Queres perguntar a Deus qual será a melhor forma de O procurares?

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.