Quarta-feira da sexta semana do tempo pascal

Hoje é dia vinte e nove de maio, quarta-feira da sexta semana do tempo pascal.

A oração traz sempre a novidade de Deus. Por isso, se prestares atenção, a tua oração nunca se repete, mesmo quando se faz todos os dias da mesma forma. Este “todos os dias da mesma forma” é – pode ser – a tua parte na oração. A parte de Deus é a novidade garantida, a surpresa que desperta para novas dimensões da vida, na relação com Deus e com os irmãos. Pede ao Senhor para aumentar em ti o desejo de acolheres a novidade que Ele é... e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São João. [Ev Jo 16, 12-15]

Jesus disse aos seus discípulos: «Tenho ainda muitas coisas para vos dizer, mas não as podeis compreender agora. Quando vier o Espírito da verdade, Ele vos guiará para a verdade plena; porque não falará de Si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir. Ele Me glorificará, porque receberá do que é meu e vos há de anunciá-lo. Tudo o que o Pai tem é meu. Por isso vos disse que Ele receberá do que é meu e vos há de anunciá-lo».

Não tenhas a pretensão de conhecer, dominar e saber tudo sobre Deus. Nem tenhas pressa. O contacto diário e constante com a Palavra de Deus diz-te que ela continua a revelar-se com novidade, passo a passo, na medida do teu empenho em conhecê-la.

Deus não é solidão, mas comunhão, família, amor. Só Jesus podia dar-te a conhecer a vida interior de Deus. Deixas que esta vida enriqueça o modo como vives os teus dias?

A solidão é insuportável porque é inconciliável com a lógica da comunhão, porque és criado à imagem e semelhança de Deus.

Aproveita este momentos para pedires a graça de saborear internamente a Santíssima Trindade: Deus que é teu Pai e que te faz irmão de todos; Jesus, teu modelo; Espírito Santo, revelação amorosa e de união.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.