Quarta-feira da sétima semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e três de maio, quarta-feira da sétima semana do Tempo Comum.

A felicidade caminha unida à perseverança
como os dois trilhos de um mesmo caminho.
A perseverança é o suporte que alimenta
o amor, a misericórdia e a paz.
É a qualidade de uma vida em construção,
assente em projetos e opções que perduram.
A perseverança é a condição da oração.
Pede-a ao Senhor da tua vida, cada dia;
e Ele não permitirá que vaciles. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 9, 38-40]

João disse a Jesus:
«Mestre,
nós vimos um homem a expulsar os demónios em teu nome
e procurámos impedir-lho, porque ele não anda connosco».
Jesus respondeu:
«Não o proibais;
porque ninguém pode fazer um milagre em meu nome
e depois dizer mal de Mim.
Quem não é contra nós é por nós». 

 

Neste texto, Jesus diz aos discípulos que ninguém pode fazer milagres em nome d'Ele e depois dizer mal d'Ele. 
Tu não fazes milagres, mas fazes coisas boas em nome de Jesus. E, como é óbvio, a seguir não vais dizer mal de Jesus. 

Há uma certa coerência que todos nós temos e que nos sustenta na nossa caminhada. Não temos que estar sempre a olhar para as nossas falhas. 
Hoje, agradece a tua coerência. 

Ouve o Evangelho outra vez. Imagina João e os amigos a tentarem impedir o homem de expulsar demónios. 

 

No final desta oração, agradece a Deus todas as pessoas que, quando eras mais novo, te deram uma educação religiosa: os teus pais, os teus avós, os teus catequistas, os teus professores de religião e moral. Foram eles que, aos poucos, te foram dando uma linha de coerência. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.