Quarta-feira da vigésima sétima semana do Tempo Comum

Hoje é dia onze de outubro, quarta-feira da vigésima sétima semana do Tempo Comum.

É fácil perdermos o sentido da novidade radical que é Jesus. E, portanto, é fácil cairmos na tristeza melancólica de quem nada espera, de quem já sabe tudo.
Procura que a tua oração seja um princípio de novidade no teu dia e que o encontro com Jesus seja razão suficiente para viveres na alegria. Invoca o Senhor, grita interiormente o teu desejo de viveres na sua presença... e deixa que seja este grito a lançar-te nos caminhos da oração. 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 11, 1-4].

Estava Jesus em oração em certo lugar.
Ao terminar, disse-Lhe um dos discípulos:
«Senhor, ensina-nos a orar,
como João Batista ensinou também os seus discípulos».
Disse-lhes Jesus:
«Quando orardes, dizei:
‘Pai,
santificado seja o vosso nome;
venha o vosso reino;
dai-nos em cada dia o pão da nossa subsistência;
perdoai-nos os nossos pecados,
porque também nós perdoamos a todo aquele que nos ofende;
e não nos deixeis cair em tentação’». 

 

Pontos de oração

Jesus é um Filho em comunhão com o Pai, é um contemplativo na vida, é modelo da nossa oração. A oração é questão de amor e não de tempo. Levados pelo exemplo de Jesus, os discípulos pedem: “Senhor, ensina-nos a rezar”. 
Pede ao Senhor que te ensine a rezar... e que te faça crescer no desejo de viveres na sua presença. 

Rezar o Pai Nosso, pensar que foi Jesus o primeiro a rezá-lo, deve ser para ti dom e graça. Oração bíblica por excelência, deve ser meditada, assumida interiormente, palavra por palavra. 
Guardas como um tesouro a oração ensinada por Jesus? Vais pautando a tua vida pela oração que Jesus te ensinou? 

Ouve com teu coração, mais que com os teus ouvidos, a repetição da leitura do Evangelho de hoje. 

 

Colóquio final

Pede a Jesus, com audácia e esperança, que te dê a graça de um coração orante, centrado no Pai e no seu amor. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.