Quarta-feira de Cinzas

Hoje é dia um de março, quarta-feira de Cinzas. 

Inicias hoje a tua caminhada de quarenta dias rumo à Páscoa.
A Quaresma é um tempo propício
para te encontrares com os teus desejos mais vitais,
a fome de amor, de perdão e de paz que habita em cada ser humano.
Concentra-te na expressão simbólica das cinzas,
na pobreza radical que nos constitui
e que tantas vezes tapamos com falsas imagens.
Acolhe essa pobreza: 
que ela crie em ti um espaço aberto
de hospitalidade, acolhimento e verdade.
Começa assim a tua oração.


Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Mt 6, 1-6.16-18].

Disse Jesus aos seus discípulos:
«Tende cuidado em não praticar as vossas boas obras
diante dos homens, para serdes vistos por eles.
Aliás, não tereis nenhuma recompensa
do vosso Pai que está nos Céus.
Assim, quando deres esmola,
não toques a trombeta diante de ti,
como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas,
para serem louvados pelos homens.
Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa.
Quando deres esmola,
não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita,
para que a tua esmola fique em segredo;
e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.
Quando rezardes, não sejais como os hipócritas,
porque eles gostam de orar de pé,
nas sinagogas e nas esquinas das ruas,
para serem vistos pelos homens.
Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa.
Tu, porém, quando rezares,
entra no teu quarto, fecha a porta e ora a teu Pai em segredo;
e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.
Quando jejuardes,
não tomeis um ar sombrio, como os hipócritas,
que desfiguram o rosto, para mostrarem aos homens que jejuam.
Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa.
Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto,
para que os homens não percebam que jejuas,
mas apenas o teu Pai, que está presente em segredo;
e teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa». 

 

Pontos de Oração

A mensagem de Jesus é muito clara: não deixa espaço para cultos de imagem, estatuto ou carreira. Mesmo no âmbito de práticas religiosas, isso não passa de vaidade. Por isso, pondera bem: tens procurado receber aprovação dos outros ou dar a tua vida?

“O teu Pai, que vê no segredo, te recompensará”. 
A intenção da oração, do jejum e da esmola é abrir o coração ao diálogo com Deus. À oração, Deus responde com o dom da humildade. Ao jejum, Deus responde com o dom da sabedoria. À esmola, Deus responde com o dom da comunhão.

Ao ouvires de novo o Evangelho, repara no contraste que Jesus estabelece entre o que os hipócritas fazem e o que Ele te pede.

 

Oração final

Pede ao Senhor que te ajude a identificar e a libertar tudo o que ainda seja vaidade em ti. Põe a tua confiança em Jesus.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.