Quarta-feira, festa de Santa Teresa Benedita da Cruz

Hoje é dia nove de agosto, quarta-feira, festa de Santa Teresa Benedita da Cruz.

Há palavras e frases antigas, 
cujo sentido já parece encerrado para nós.
Que significa falar de estigmas, de cruz, de debilidade?
Edith Stein, filósofa, mística e mártir,
procurou sem cessar a verdade, encontrando-a na Cruz do Senhor,
e ofereceu a sua vida no seio do povo judeu,
ao qual pertencia.
Hoje, começa a tua oração com as suas palavras:
«Quem decidiu aderir a Cristo morreu para o mundo
e o mundo para ele. Leva no seu corpo os estigmas do Senhor.
É débil e desprezado perante os homens;
mas por isso mesmo é forte,
porque na fraqueza se manifesta o poder de Deus». 

 

Escuta esta passagem do livro de Oseias. [L1 Os 2, 16b.17b.21-22]

Eis o que diz o Senhor:
«Hei de conduzir Israel ao deserto e falar-lhe ao coração.
Ali corresponderá como nos dias da sua juventude,
quando saiu da terra do Egito.
Naquele dia, diz o Senhor,
farei de ti minha esposa para sempre,
desposar-te-ei segundo a justiça e o direito,
com amor e misericórdia.
Desposar-te-ei com fidelidade e tu conhecerás o Senhor». 

 

Pontos de oração

O Senhor revela-Se através das palavras que acabaste de escutar. Diz-te que O conhecerás pela forma como te ama, como é misericordioso contigo e pela sua fidelidade à relação que vos une. 
Reflete sobre a profundidade destas palavras: procuras conhecer o Senhor? Então, deixa que, todos os dias, Ele te ame profundamente e te perdoe sempre que falhas.

A forma como vives e ages é sinal da forma como acolhes o Senhor... O amor e o perdão geram sempre mais amor e mais perdão. Onde e como estás neste ciclo? Deixas que o Senhor te ame e perdoe? Procuras amar e perdoar os teus irmãos?

Ao escutares de novo a palavra que o Senhor hoje te dirige através do profeta Oseias, acolhe o seu desejo de te falar ao coração e põe-te à escuta. 

 

Colóquio final

Dá graças ao Senhor pelo seu amor, pela sua misericórdia e pela sua fidelidade, e leva contigo essa certeza: sou e serei sempre um pecador muito amado por Deus, que nunca desiste de mim. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.