Quarta-feira, festa litúrgica dos Santos Inocentes

Hoje é dia vinte e oito de dezembro, quarta-feira, festa litúrgica dos Santos Inocentes.  

Estás a iniciar a tua oração. 
Este é um encontro com Deus que é teu Pai. Um Pai bom e misericordioso que te ama, assim, tal como és. Pede-Lhe que o seu amor faça de ti aquilo que Ele quiser. 
Deixa-te amar sem condições. 
O amor desinstala-te e faz crescer em ti o desejo de te empenhares na construção do Reino de Deus. Faz-te sair em direção aos outros. 
Oferece a Deus, para o que Ele quiser, este tempo de oração que agora inicias. Assim, vale a pena começares a tua oração.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 2, 13-18]

Depois de os Magos partirem, 
o Anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse-lhe:
«Levanta-te, toma contigo o Menino e sua Mãe
e foge para o Egito; 
fica lá até que eu te diga, 
pois Herodes vai procurar o Menino para O matar». 
José levantou-se de noite,
tomou consigo o Menino e sua Mãe e partiu para o Egito
e ficou lá até à morte de Herodes, 
para se cumprir o que o Senhor anunciara pelo profeta: 
«Do Egito chamei o meu filho».
Quando Herodes percebeu que fora iludido pelos Magos, 
encheu-se de grande furor
e mandou matar em Belém e no seu território
todos os meninos de dois anos ou menos, 
conforme o tempo que os Magos lhe tinham indicado. 
Cumpriu-se então o que o profeta Jeremias anunciara, ao dizer:
«Ouviu-se uma voz em Ramá, lamentos e gemidos sem fim:
Raquel chora seus filhos
e não quer ser consolada, porque eles já não existem». 

 

Pontos de oração

São José mostra-se sempre atento à voz Deus e não hesita em levar por diante as suas inspirações. Parte para o Egito e fica lá, para proteger a sua família da fúria de Herodes.
Procura viver assim atento ao que o Senhor te vai dizendo... e não deixes de acolher e levar à prática as suas inspirações. 

Herodes vive no medo e desconfiado de tudo e de todos. Por isso, na sua vida não há lugar para Deus, apenas para a ira e a vingança. Tem medo até de um recém-nascido... e este medo transforma-o num assassino.
Na tua vida há momentos em que te deixas levar pela ira que te afasta de Deus? Conversa com o Senhor sobre isto.

Deixa-te tocar por este texto marcado pelo drama e fixa-te nas palavras ou nas expressões que desencadeiam a morte de tantos inocentes. 

 

Colóquio final

Fala com o Senhor sobre algumas situações em que experimentas que a tua ira pode ferir quem está à tua volta, mesmo tratando-se de pessoas sem culpa nenhuma. Procura estar mais atento a estas situações e levar-lhes a presença do Senhor? 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.