Quarto domingo da Páscoa

Hoje a Igreja celebra o quarto domingo da Páscoa.

Neste quarto domingo da Páscoa, também conhecido como domingo do Bom Pastor, a Igreja assinala o último dia da semana de oração pelas vocações. Foi uma semana em que a Igreja rezou, de modo especial, pelas vocações consagradas na vida sacerdotal ou religiosa. Entre nós, são cada vez menos aqueles e aquelas que experimentam este chamamento e lhe respondem positivamente. Qual será a razão? Pede ao Senhor que envie trabalhadores para servir a sua Igreja. E pede-Lhe a graça de viveres a tua vocação com alegria.

Tenta deixar de lado as preocupações. Dá a mão ao salmista e deixa que ele te ajude a ver como Deus é bom. É isso: hoje não vais pensar em ti, vais pensar n’Ele.

Sl 99 (100), 2.4.5.6.11.12.13b

Aclamai o Senhor, terra inteira, servi o Senhor com alegria, vinde a Ele com cânticos de júbilo. Sabei que o Senhor é Deus, Ele nos fez, a Ele pertencemos, somos o seu povo, as ovelhas do seu rebanho. O Senhor é bom, eterna é a sua misericórdia, a sua fidelidade estende-se de geração em geração.

Reconhece: só te inquietas quando cais na armadilha de ficares amuado, contigo e com as tuas preocupações. Então ficas escuro, frio e com medo. Abre as janelas da alma: o Senhor, teu sol, brilha como sempre. Sorri de novo. E canta de alegria.

Onde se encontram as criaturas para aclamar o Senhor? Na Eucaristia. Afinal, a "tua" Eucaristia é de uma multidão. Há homens e mulheres de todos os lugares, culturas e condições, e há as obras todas das suas mãos, e os animais e as plantas e os planetas e as galáxias...

"Aclamar" e "servir" a Deus é coisa para fazeres como puderes mas não de qualquer maneira. Ou achas bem andares sempre de má cara e ar aborrecido? Se tens dúvidas, ouve com mais atenção o salmista.

Se o Senhor, que nos fez, é bom... se lhe pertencemos e somos o seu povo... se é eterna a sua misericórdia... se a sua fidelidade não tem cansaço..., então nunca permitas a tristeza, pois a tristeza será sempre uma poderosa e traiçoeira aliada do inimigo.

Pai nosso que estais nos céus santificado seja o vosso nome venha a nós o vosso Reino seja feita a vossa vontade assim na terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido e não nos deixeis cair em tentação mas livrai-nos do mal.