Quarto domingo do Advento

Hoje a Igreja celebra o quarto domingo do Advento. 
De Keith Duke estás a escutar Christ be near. 

Hoje tem início a última semana do Advento. Este é um tempo para preparar o coração para receber o Senhor. As coisas verdadeiramente importantes da vida precisam de tempo para que nos preparemos para as receber. Agora que começas a tua oração, pede ao Senhor que te dê um coração pronto e disponível para O receber. 
Assim, vale a pena começares a tua oração. 

 

As leituras que a liturgia deste Quarto Domingo do Advento nos propõe orientam-se já para o Nascimento de Jesus. 
O Senhor, que criou a terra e tudo o que nela existe, ao chegar a plenitude dos tempos, veio ao mundo feito homem. 
Reza este Salmo, como membro do povo que espera o Senhor, como membro da geração que O procura: 

Sl 23 (24), 1-6
Do Senhor é a terra e o que nela existe, 
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas.
Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso.
Este será́ abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador. 
Esta é a geração dos que O procuram, 
que procuram a face do Deus de Jacob.

 

Pontos de oração

Deixa ecoar dentro de ti estas palavras: 
– Do Senhor é a terra e o que nela existe, o mundo e quantos nele habitam. 
– Quem poderá subir à montanha do Senhor? 
– O que tem as mãos inocentes e o coração puro… Este será abençoado pelo Senhor.

O Natal está à porta. Neste Quarto Domingo do Advento, intensifica dentro de ti a atitude de espera do Senhor. 

Escuta de novo o Salmo. Toma consciência da grandeza de Deus. Agradece ao Senhor de toda a terra por tudo o que nela existe. Louva o Senhor!

Pede a Deus que o agradecimento que experimentas se transforme em desejo de O procurar em tudo o que existe, em tudo o que acontece. Que a sua chegada te encontre com o coração preparado.

 

Colóquio final

Pai nosso que estais nos céus
santificado seja o vosso nome
venha a nós o vosso Reino
seja feita a vossa vontade
assim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje
perdoai-nos as nossas ofensas
assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido
e não nos deixeis cair em tentação
mas livrai-nos do mal.