Quinta-feira da décima oitava semana do Tempo Comum

Hoje é dia quatro de agosto, quinta-feira da décima oitava semana do Tempo Comum, memória de São João Maria Vianney.

São João Maria Vianney é conhecido pela sua simplicidade de vida, pela sua oração contínua e pela sua disponibilidade constante para servir os outros. Ele não estava preocupado com o seu sucesso pessoal ou com o seu descanso, mas queria somente fazer com que todos seguissem o caminho do amor. 
Pede ao Senhor esta liberdade de teres o coração centrado para servir. Assim, vale a pena começares a tua oração. 

 

Escuta esta passagem do livro do profeta Jeremias. [L 1 Jer 31, 31-34]

Dias virão, diz o Senhor,
em que estabelecerei com a casa de Israel e com a casa de Judá
uma aliança nova.
Não será como a aliança que  firmei com os seus pais,
no dia em que os tomei pela mão
para os tirar da terra do Egito,
aliança que eles violaram,
embora Eu exercesse o meu domínio sobre eles, diz o Senhor. 
Esta é a aliança que estabelecerei com a casa de Israel, 
naqueles dias, diz o Senhor:
Hei de imprimir a minha lei no íntimo da sua alma
e gravá-la-ei no seu coração.
Eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
Já não terão de se instruir uns aos outros,
nem de dizer cada um a seu irmão:
«Aprendei a conhecer o Senhor».
Todos eles Me conhecerão,
desde o maior ao mais pequeno, diz o Senhor.
Porque vou perdoar os seus pecados
e não mais recordarei as suas faltas. 

 

Pontos de oração

Esta passagem do Antigo Testamento, do Livro de Jeremias, ensina que a antiga lei vai dar lugar – em Jesus – a uma aliança nova, uma lei que estará gravada no teu coração. Da antiga Lei, Jesus leva-te à Lei da Graça e do Amor, que alimenta a tua alma e a tua vida.

“Hei de imprimir a minha lei no íntimo da sua alma e gravá-la-ei no seu coração, diz o Senhor”. Da parte de Deus, a Aliança não é passível de ser quebrada. Mesmo que tu a quebres, o Senhor permanece fiel. Saboreia hoje, com tempo, esta graça e este Amor que te é oferecido. 

Vais ouvir de novo esta passagem de Jeremias. Repara no que te diz o Senhor: “Eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo”. É também a ti que Se dirige o Senhor. Ele leva a sua aliança contigo até ao limite. 

 

Colóquio final

O dia de hoje é forte, rico em misericórdia. Como consequência da nova aliança, o Senhor Deus afirma que vai perdoar os teus pecados e não mais recordará as tuas faltas. Um dia de grande gratidão, que terás ocasião de Lhe demonstrar.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.