Quinta-feira da décima quarta semana do Tempo Comum

Hoje é dia treze de julho, quinta-feira da décima quarta semana do Tempo Comum. 

Hoje é dia treze. Une-te a Fátima.
Recorda-te que este é um ano de Graça
em que Nossa Senhora renova a tua missão
como missionário da Paz e da Esperança. 
Começa a tua oração agradecendo a Paz e a esperança
que a relação com Jesus te traz em momentos concretos da tua vida.

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus [Ev Mt 10, 7-15] 

Disse Jesus aos seus Apóstolos:
«Ide e proclamai que está próximo o reino dos Céus.
Curai os enfermos, ressuscitai os mortos,
sarai os leprosos, expulsai os demónios.
Recebestes de graça; dai de graça.
Não adquirais ouro, prata ou cobre,
para guardardes nas vossas bolsas;
nem alforge para o caminho,
nem duas túnicas, nem sandálias, nem cajado;
porque o trabalhador merece o seu sustento.
Quando entrardes em alguma cidade ou aldeia,
procurai saber de alguém que seja digno
e ficai em sua casa até partirdes daquele lugar.
Ao entrardes na casa, saudai-a,
e se for digna, desça a vossa paz sobre ela;
mas se não for digna, volte para vós a vossa paz.
Se alguém não vos receber nem ouvir as vossas palavras,
saí dessa casa ou dessa cidade
e sacudi o pó dos vossos pés.
Em verdade vos digo
que haverá mais tolerância, no dia do Juízo,
para a terra de Sodoma e Gomorra
do que para aquela cidade». 

 

Pontos de oração

“Recebeste de graça, dai de graça”.Uma vida íntima com Jesus transforma-te e a sua presença dá sentido à tua vida.O que já recebeste de Jesus? Que coisas da tua vida mudaram porque te relacionas com Ele? Agradece agora uma ou duas pequenas coisas que Ele te deu de Graça e que te fazem viver com mais alegria.

“Temos Mãe”, disse o Papa Francisco no dia treze de Maio em Fátima. Nenhum cristão é órfão porque temos uma Mãe. Nem sempre é fácil voltar à relação com o Pai, mas através de Maria conheces o acolhimento que vem do Céu. Agradece agora porque a própria mãe de Jesus é tua Mãe e quer-te levar ao seu filho.

Ouve de novo aquilo que Jesus te pede. lembra-te que esta é a mesma missão que Nossa Senhora te pede. Abre o teu coração!

Colóquio final

Conversa com Jesus sobre as coisas concretas que te pede: o que precisa que faças? Onde podes falar d’Ele? De que forma? A quem?
Onde e quando serás provocador de Paz?
Estás disposto a que não te ouçam, te gozem ou te façam perguntas?

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.