Quinta-feira da III semana da Quaresma

Hoje é dia três de Março, quinta-feira da terceira semana da Quaresma. 

Ao começares estes minutos de oração, 
pede ao Senhor a graça de um coração disponível para o acolher. 
Fala-Lhe do teu desejo de estar com Ele, 
de te deixares guiar pela sua Palavra. 
Dá tempo a este teu desejo... e começa assim a tua oração.

 

 

Escuta esta passagem do livro do profeta Jeremias. [L 1 Jer 7, 23-28]

Assim fala o Senhor:
«Foi isto que ordenei ao meu povo:
‘Escutai a minha voz,
e Eu serei o vosso Deus e vós sereis o meu povo.
Segui sempre o caminho que vou indicar-vos
e sereis felizes’.
Mas eles não ouviram nem prestaram atenção:
seguiram as más inclinações do seu coração obstinado, 
voltaram-Me as costas, em vez de caminharem para Mim. 
Desde o dia em que os seus pais saíram da terra do Egipto até hoje,
enviei-lhes todos os profetas, meus servos,
dia após dia, incansavelmente.
Mas eles não Me ouviram nem Me prestaram atenção: 
endureceram a sua cerviz, fizeram pior que seus pais.
Se lhes disseres tudo isto, não te escutarão;
se chamares por eles, não te responderão.
Por isso lhes dirás:
Esta é a nação que não ouviu a voz do Senhor seu Deus
e não quis aceitar os seus ensinamentos.
Perdeu-se a fidelidade, foi eliminada da sua boca».

 

Pontos de Oração

Dia após dia, Deus trabalha pela tua felicidade. Comunica-Se a Si mesmo. 
Pede a Deus que liberte o teu coração de tudo o que o torna impermeável ao seu dom. Pede-Lhe que o sucesso ou o fracasso, a abundância ou a escassez, a festa ou o luto não sejam obstáculo mas ponte. Entre ti e Deus. Entre ti o mundo.

O que necessitará de ser denunciado na tua vida para que as tuas acções sejam mais coerentes com a vontade de Deus? A que coisas ou situações precisas de renunciar para dares a volta e encontrares de novo o caminho do Senhor? 

É bom tomar consciência que Deus põe todo o seu empenho na conversão do seu povo. Ouve as palavras que Jeremias te oferece e deixa-te interpelar pelo interesse de Deus por ti. 

 

Colóquio final

Agradece a Deus a sua enorme paciência. Ri-te com Ele de algum dos teus limites e acolhe com humildade a força que te é dada para caminhar na conversão. 

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.