Quinta-feira da nona semana do tempo comum

Hoje é dia dois de junho, quinta-feira da nona semana do tempo comum. 

Às vezes, andamos tão preocupados, a correr, que nos perdemos entre as coisas a fazer. Queremos tanto agarrar o futuro, e moldá-lo com certezas, que deixamos o presente fugir-nos. A eternidade, o tempo de Deus, habita o momento, o instante que agora te é dado para viveres. 
Mergulha neste instante em que te encontras, no mais profundo da tua intimidade, com Aquele que te chama a uma vida plena. Deixa-te levar pela mão do teu Senhor nestes momentos de eternidade. 
Assim, vale a pena começares a tua oração.

 

 

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 12, 28b-34] 

Aproximou-se de Jesus um escriba e perguntou-Lhe:
«Qual é o primeiro de todos os mandamentos?».
Jesus respondeu:
«O primeiro é este:
‘Escuta, Israel:
O Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás o Senhor teu Deus
com todo o teu coração, com toda a tua alma,
com todo o teu entendimento e com todas as tuas forças’.
O segundo é este:
‘Amarás o teu próximo como a ti mesmo’.
Não há nenhum mandamento maior que estes».
Disse-Lhe o escriba:
«Muito bem, Mestre! Tens razão quando dizes:
Deus é único e não há outro além d’Ele.
Amá-Lo com todo o coração,
com toda a inteligência e com todas as forças,
e amar o próximo como a si mesmo,
vale mais do que todos os holocaustos e sacrifícios».
Ao ver que o escriba dera uma resposta inteligente,
Jesus disse-lhe:
«Não estás longe do reino de Deus».
E ninguém mais se atrevia a interrogá-Lo.

 

Pontos de oração

«Amar a Deus com todo o coração, com toda a inteligência e com todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo» é o resumo de todos os mandamentos. 
Deus é o princípio da nossa vida, mas o amor a Deus concretiza-se no amor ao próximo. Identificas alguém que esteja a precisar mais do teu amor?

Ir ao encontro de quem mais precisa, um familiar, um colega, um amigo ou mesmo um estranho, vale mais que todos os sacrifícios. A debilidade daquele que se faz próximo é o terreno sagrado onde Deus Se faz presente.
Consegues encontrar Deus naqueles que te rodeiam? O que ofereces de ti por eles?

Vais escutar pela segunda vez o Evangelho. Repara como Jesus te interpela, com as suas palavras, a saíres da tua zona de conforto, em direção aos outros.

 

Colóquio final

Estás a chegar ao final deste tempo de oração. Pede a Deus a graça de viveres atento ao sofrimento daqueles que se fazem próximos de ti.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.