Quinta-feira da segunda semana do Advento

Hoje é dia treze de dezembro, quinta-feira, memória litúrgica de Santa Luzia.

Começa a tua oração com um ato de humildade.
Diz ao Senhor o quanto precisas d’Ele,
como desejas estar na sua presença
e experimentar a paz que só Ele te pode conceder.
Fala-Lhe da tua inclinação para o mal
e diz-Lhe que sem Ele nem sequer és capaz de rezar...
Deixa-te ficar nesta atitude de quem tudo espera de Deus...
e acolhe com gratidão o que o Senhor te quiser conceder.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Mateus. [Ev Mt 11, 11-15]

Disse Jesus à multidão:
«Em verdade vos digo
que, entre os nascidos de mulher,
não apareceu ninguém maior do que João Batista.
Mas o mais pequeno no reino dos Céus é maior do que ele.
Desde os dias de João Batista até agora,
o reino dos Céus sofre violência
e são os violentos que se apoderam dele.
Porque todos os profetas e a Lei profetizaram até João.
É ele, se quiserdes compreender,
o Elias que estava para vir.
Quem tem ouvidos oiça».

Hoje ouvimos Jesus fazer um grande elogio a João Batista, cuja vida foi marcada por vir à frente de Jesus a preparar o seu caminho.
Há muitos sítios e muitas pessoas a quem Jesus ainda não chegou. Como podes ser grande, à maneira de João, anunciando a vinda do Senhor?

Já no tempo de João Batista o mundo era violento e o reino dos Céus sofre por isso até aos dias de hoje.
Quando te for possível, procura seguir o exemplo de João Batista, denunciando a violência e a agressividade entre as pessoas.

Jesus diz que o mais pequeno do reino dos Céus é maior do que João Batista. Ao ouvir outra vez as palavras de Jesus, pensa qual será o tipo de grandeza a que Se refere. Pensa nas pessoas grandes que conheces.

No fim da tua oração, fala a Jesus das violências e agressividades que conheces. Pede-Lhe força para agir naquilo que está ao teu alcance, pede-Lhe que toque os corações das pessoas violentas.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.