Quinta-feira, terceiro dia da Oitava do Natal

Hoje é dia vinte e sete de dezembro, quinta-feira, festa litúrgica de São João, Apóstolo e Evangelista

O apóstolo São João
penetrou como poucos no mistério de Cristo,
o Verbo de Deus que veio fazer morada connosco,
assumindo a nossa carne.
Deixa-te tocar interiormente
pelo desejo de conhecer Jesus sempre mais,
criando em ti lugar para Ele.
Deixa que este tempo de oração seja esse lugar de encontro
que preparas para Jesus poder ficar contigo...
e com este desejo dá início à tua oração.

Escuta esta passagem da primeira carta de São João. [L1 1 Jo 1, 1-4]

O que era desde o princípio,
o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos,
o que contemplámos, o que tocámos com as nossas mãos
acerca do Verbo da Vida,
é o que nós vos anunciamos.
Porque a Vida manifestou-Se
e nós vimos e damos testemunho dela.
Nós vos anunciamos a Vida eterna,
que estava junto do Pai e nos foi manifestada.
Nós vos anunciamos o que vimos e ouvimos,
para que estejais também em comunhão connosco.
E a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo.
E vos escrevemos tudo isto,
para que a vossa alegria seja completa.

“A Vida manifestou-Se”.
A vida de uma criança que nos estende os braços, Jesus, filho de Deus e de Maria. Ele quer nascer, hoje, novamente. Consente na sua vontade, sinal de comunhão e de paz. Olha o Menino. Reza em silêncio.

“E nós vimos e damos testemunho dela”.
Ver a Vida não pode reduzir-se a uma contemplação estética, estática. Anunciar um encontro significa perdê-lo? Pelo contrário. O Amor de Deus que nasce em ti quer ser amado por todos.

Aprofunda as tuas mãos no sagrado encontro da amizade. Sentes alguém tocar-te o coração? É o Senhor! Um perfume, uma cantiga de amigo. Como poderás resistir a comunhão tão íntima? Vai com Jesus visitar os pobres sem casa.

Alegria “completa”, aquela que só o Pai pode dar. A mesma alegria de Jesus, de Maria e de José. Pede ao Senhor que te faça humilde para cantar o seu louvor; simples, para comunicar o Evangelho; fiel, para O servir até ao fim.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.