Quinta-feira do Tempo do Natal depois da Epifania

Hoje é dia dez de janeiro, quinta-feira do tempo do Natal.

Hoje, deixa o Senhor escolher o modo como vais fazer a tua oração.
Apresenta-te diante dele sem nada,
de mãos vazias e coração limpo,
para que seja o Senhor a ensinar-te...
Talvez o Senhor te mostre que, afinal,
levas a mãos cheias de coisas e o coração ferido pelo pecado.
Se assim for,
deixa que o Senhor te liberte para O seguires como um verdadeiro discípulo...
e com este desejo, começa a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Lucas. [Ev Lc 4, 14-22a]

Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito,
e a sua fama propagou-se por toda a região.
Ensinava nas sinagogas e era elogiado por todos.
Foi então a Nazaré, onde Se tinha criado.
Segundo o seu costume,
entrou na sinagoga a um sábado e levantou-Se para fazer a leitura.
Entregaram-Lhe o livro do profeta Isaías
e, ao abrir o livro,
encontrou a passagem em que estava escrito:
«O Espírito do Senhor está sobre mim,
porque Ele me ungiu
para anunciar a boa nova aos pobres;
Ele Me enviou a proclamar a redenção aos cativos
e a vista aos cegos,
a restituir a liberdade aos oprimidos
e a proclamar o ano da graça do Senhor».
Depois enrolou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-Se.
Estavam fixos em Jesus os olhos de toda a sinagoga.
Começou então a dizer-lhes:
«Cumpriu-se hoje mesmo
esta passagem da Escritura que acabais de ouvir».

Todos davam testemunho em seu favor e se admiravam da mensagem da graça que saía da sua boca.

“Cumpriu-se hoje mesmo esta passagem da Escritura que acabais de ouvir”.
Jesus aplica a Si próprio o texto que acabou de ler. E todos percebem que naquele momento algo de novo começa a acontecer: a Lei e os Profetas, a Palavra de Deus e o seu sentido último estão ali, diante de quem sabe ver.

Jesus é o Hoje da salvação. Aqui e agora realiza-se o ano da graça do Senhor.
Em ti cumpre-se esta profecia: o anúncio aos pobres do Evangelho da Alegria, a libertação das cadeias do pecado, o fruto jubiloso do amor e da paz.

Contempla Jesus, a sua voz, o olhar, a sua atitude humilde e calma. Deixa-te impressionar por Ele e dá testemunho em seu favor. Imagina que ouves dizer estas palavras para ti: Hoje entrou a salvação na tua casa. Eu estou contigo!

Pede ao Senhor o dom do seu Espírito Santo para que possas continuar a sua obra. Agradece a graça do batismo e pede a fidelidade à presença eucarística do Senhor na tua vida.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.