Quinta-feira da segunda semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e quatro de janeiro, quinta-feira, memória litúrgica de S. Francisco de Sales.

Agradecer também faz parte da oração.
Mas não é muito comum quem reza lembrar-se de agradecer ao Senhor
a torrente de dons que recebe em cada dia.
Até pode suceder o contrário:
a pessoa que reza sentir-se infeliz, miserável, sem gosto pela vida...
e experimentar-se sem nada para agradecer.
Procura que estes sentimentos negativos não tomem conta do teu coração.
Diz ao Senhor:
“Meu Deus, eu vos dou graças pelo vosso amor e fidelidade”...
e começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 3, 7-12]

Jesus retirou-Se com os seus discípulos a caminho do mar
e acompanhou-O uma numerosa multidão
que tinha vindo da Galileia.
Também da Judeia e de Jerusalém, da Idumeia e da Transjordânia
e dos arredores de Tiro e de Sidónia,
veio ter com Jesus uma grande multidão,
por ouvir contar tudo o que Ele fazia.
Disse então aos seus discípulos que Lhe preparassem uma barca,
para que a multidão não O apertasse.
Como tinha curado muita gente,
todos os que sofriam de algum padecimento corriam para Ele,
a fim de Lhe tocarem.
Os espíritos impuros, quando viam Jesus,
caíam a seus pés e gritavam:
«Tu és o Filho de Deus».
Ele, porém, proibia-lhes severamente que o dessem a conhecer.

Os milagres de Jesus, as suas palavras cheias de sabedoria tocavam as pessoas, que vinham em multidão ter com Ele de muitas regiões diferentes.
Jesus atraía as multidões. Hoje pode fazer o mesmo, se tu ajudares. Se o teu testemunho for eficaz e eloquente.
Queres colaborar com Jesus? Procura falar d'Ele e testemunhá-Lo com a tua vida.

Até os espíritos impuros gritavam que Jesus era o Filho de Deus. A sua Pessoa, a sua Palavra, os seus milagres não deixavam ninguém indiferente.
Sentes este arrepio de excitação quando falas ou ouves falar de Jesus? Talvez não, pois o nome de Jesus já não é exatamente uma novidade na tua vida.
Mesmo assim, não percas a alegria de O teres encontrado e de seres seu discípulo.

Vais ouvir novamente o texto do Evangelho. Escuta-o com serenidade e humildade.

Pede a Jesus a graça de Te apaixonares por Ele e de falares d’Ele com renovado entusiasmo.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.