Quinta-feira da sexta semana do Tempo Comum

Hoje é dia vinte e um de fevereiro, quinta-feira da sexta semana do tempo comum.

Durante alguns momentos, presta atenção àquilo que te rodeia.
Se olhares com cuidado,
talvez descubras algum sinal da presença de Deus:
um rosto, um sorriso, uma cruz...
Podes usar generosamente a tua imaginação,
pois Deus não é limitado nos modos de dar a conhecer a sua presença.
Diz ao Senhor:
“Procuro, meu Deus a tua face... e sei que não ficarei confundido”.
E começa assim a tua oração.

Escuta esta passagem do Evangelho segundo São Marcos. [Ev Mc 8, 27-33]

Jesus partiu com os seus discípulos
para as povoações de Cesareia de Filipe.
No caminho, fez-lhes esta pergunta:
«Quem dizem os homens que Eu sou?».
Eles responderam: «Uns dizem João Batista; outros, Elias;
e outros, um dos profetas».
Jesus então perguntou-lhes:
«E vós, quem dizeis que Eu sou?».
Pedro tomou a palavra e respondeu: «Tu és o Messias».
Ordenou-lhes então severamente que não falassem d’Ele a ninguém.
Depois, começou a ensinar-lhes
que o Filho do homem tinha de sofrer muito,
de ser rejeitado pelos anciãos,
pelos sumos sacerdotes e pelos escribas;
de ser morto e ressuscitar três dias depois.
E Jesus dizia-lhes claramente estas coisas.
Então, Pedro tomou-O à parte e começou a contestá-Lo.
Mas Jesus, voltando-Se e olhando para os discípulos,
repreendeu Pedro, dizendo:
«Vai-te, Satanás,
porque não compreendes as coisas de Deus, mas só as dos homens».

No caminho da tua vida, o Senhor também te pergunta:
"Quem dizes que Eu sou? Que lugar ocupo no ranking das tuas prioridades? Confias em Mim? Acreditas que sofro por ti, como uma mãe ou um pai pelo filho amado?"

Parece estranho que o mesmo Senhor que, mais tarde, pede para irmos por todo o mundo falando d'Ele, ordene aqui severamente que nada d'Ele se diga. Mas, pela reação imatura de Pedro, vê-se que ainda não é a hora. Por isso é tão importante discernires a cada momento o que Deus quer de ti.

Talvez te custe perceber por que tem esta vida momentos belíssimos tão misturados com tempos misteriosamente duros. Relê devagar a história do teu Deus Messias que Se afirmou vitoriosamente sobre todo o mal... fracassando penosamente na Cruz.

Nos contratempos de hoje, tenta ler nas entrelinhas a vontade bondosa, e talvez misteriosa, de Deus. Tenta compreender as coisas de Deus, não te fiques apenas a avaliar as coisas dos homens.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Ámen.